Notícias

Onda de calor no Japão causa 12 mortes e leva 6,5 mil aos hospitais em 7 dias

(Foto: Arquivo/Asahi)

Em apenas uma semana, 6.588 pessoas foram levadas a centros médicos, das quais 822 ficaram hospitalizadas.

A forte onda de calor que tem atingindo o Japão desde antes do início do verão  levou mais de 6,5 mil cidadãos aos hospitais e causou a morte de 12 pessoas somente na semana passada, informou nesta terça-feira (10) a Agência de Gestão de Incêndios e Desastres do Japão.

Segundo o relatório publicado pela Agência, um total de 6.588 pessoas foram levadas a centros médicos por insolação ou desidratação entre os dias 1 e 7 de agosto, das quais 822 ficaram hospitalizadas e 12 morreram.

O relatório aponta ainda que o número de atendimentos de emergência superou o da semana anterior, no final de julho, quando 4.063 pessoas tiveram de recorrer a ajuda médica por efeito das altas temperaturas. A maioria dos pacientes atendidos são pessoas com idades a partir dos 65 anos.

A província de Osaka registrou o maior número de pessoas atendidas (416), seguida por Tóquio (398), Aichi (383) e Saitama (382).

A temperatura máxima no país superou os 39 graus nesta terça-feira. A localidade de Kiriishi, a oeste da capital japonesa, registrou a temperatura mais alta no arquipélago, com os termômetros marcando 39,2 graus.

A forte onda de calor que se junta ainda a altos níveis de umidade, entre os 70% e 90%, levaram a Agência Meteorológica do Japão a recomendar medidas preventivas com a hidratação, aconselhando a população a não praticar exercício físico sob o sol, procurar áreas arejadas e, principalmente, ingerir bastante água.

Fonte: The Asahi Shimbun | NHK News Japan.

Comentários