Notícias

Mazda vai lançar seu primeiro carro híbrido em novembro

Uma versão híbrida do compacto Axela, conhecido como Mazda3, será lançada em 22 novembro no mercado japonês.

Do Mundo-Nipo

A Mazda vai lançar no Japão uma versão híbrida do compacto Axela, conhecido como Mazda3 no exterior, no dia 22 novembro, anunciou o presidente-executivo da Masamichi Kogai nesta quarta-feira (9), definindo que a fabricante entrará no segmento pela primeira vez em meio a crescente concorrência.

 

Mazda híbrido (Imagem: Asahi  TV/Reprodução)

Por enquanto, o primeiro híbrido da Mazda será vendido apenas no Japão, mas o novo modelo do Mazda3, nas versões a diesel e gasolina, já está à venda na América do Norte (Imagem: Asahi TV/Reprodução)

 

O Mazda3, totalmente remodelado pela primeira vez em quatro anos, também virá em versões a gasolina e diesel. Por enquanto, o primeiro híbrido da Mazda será vendido apenas no Japão, mas as duas outras versões já estão à venda na América do Norte, e será vendido na Europa a partir deste mês. Em outros mercados asiáticos, a venda terá início somente após estes lançamentos.

“Incluindo o nosso primeiro híbrido, todos os três modelos serão capazes de oferecer alto desempenho e respeito pelo ambiente”, disse Masamichi Kogai na conferência de imprensa em Tóquio.

O presidente também anunciou que a Mazda tem como meta vender globalmente cerca de 500 mil veículos do Mazda3 por ano, definindo a meta mais alta até agora para o seu modelo mais vendido.

O Mazda3 representou no ano passado cerca de 30% das vendas globais de 1,25 milhão de carros da Mazda. Destes, cerca de 40% foram vendidos somente na América do Norte, o maior mercado da empresa.

O Mazda3 compete contra veículos populares no segmento C como o Golf, da Volkswagen, e o Focus, da Ford.

As informações são da agência Kyodo – Todos os direitos reservados.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*