Notícias

Japão procura dono de 3 milhões de ienes encontrados no lixo

Foto: Reprodução/ANN

O dinheiro foi encontrado por uma empresa de reciclagem em meio a 9 toneladas de lixo.

A polícia da província de Nagasaki, no sul do Japão, está tentando descobrir o dono de 3 milhões de ienes, equivalente a R$ 94 mil, encontrados no lixo por uma empresa privada de reciclagem na cidade de Isahaya.

De acordo com o jornal ‘The Asahi Shimbun’, o dinheiro foi encontrado no dia 20 de setembro. A empresa explicou que seus funcionários encontraram 300 notas intactas de 10 mil ienes e outras centenas, do mesmo valor, danificadas por uma máquina de triturar lixo.

Foto: Reprodução/ANN

Foto: Reprodução/ANN

O montante estava em meio a nove toneladas de lixo não-inflamável comprado pela empresa de um centro de reciclagem. O material foi coletado de residências e órgãos públicos em Isahaya e Unzen, cidades vizinhas e localizadas na província de Nagasaki.

Assim que o dinheiro foi encontrado, a empresa o encaminhou até a delegacia de Isahaya, onde investigadores estão tentando encontrar o dono do montante.

Até a última sexta-feira, a polícia ainda não havia detectado o proprietário da abastada quantia.

“Tentamos juntar os pedaços das notas danificadas para termos uma ideia aproximada do total encontrado”, disse um dos investigadores ao ‘The Asahi, Shimbun’, acrescentando que não foi possível juntar tudo, mas a cifra pode passar dos 7 milhões de ienes, cerca de R$ 220 mil pelo câmbio do Banco Central do Brasil.

De acordo com a lei japonesa, o dinheiro ficará em poder da polícia por três meses ou até que o dono apareça para resgatar o montante mediante a documentação que comprove sua propriedade.

Caso ninguém reivindique o montante até o término desse prazo, o dinheiro será repassado à pessoa ou instituição que encontrou o dinheiro.

Além disso, mesmo que o dono apareça, é comum no Japão pagar cerca de 10% de recompensa a quem encontra dinheiro perdido, podendo ainda ser combinado um valor maior ou menor entre as duas partes.

Do Mundo-Nipo

Comentários