Notícias

Imperador do Japão participa de último evento em Fukushima antes de abdicar

Imperador Akihito e imperatriz Michiko fazem última visita à Fukushima antes de abdicação | Foto: Kyodo

É a última vez que Akihito participa do Festival Nacional de Plantio de Árvores em Minamisoma.

O imperador do Japão, Akihito, e sua esposa, a imperatriz Michiko, participaram de uma cerimônia anual de plantação de árvores em Minamisoma, na província de Fukushima (Tohoku/nordeste), antes da abdicação planeada para abril do próximo ano.

No início do 69º Festival Nacional de Plantio de Árvores, o casal Imperial e outros participantes fizeram um minuto de silêncio em honra a aproximadamente 18 mil vítimas, entre mortos e desaparecidos, no potente terremoto que um devastador tsunami em março de 2011. O casal imperial também plantou mudas de seis espécies e semeou sementes para quatro tipos de árvores.

O casal participa da cerimônia de plantação de árvores todos os anos desde maio de 1989, quatro meses depois de Akihito assumir o trono após a morte de seu pai, o imperador Hirohito. O objetivo é aumentar a conscientização sobre a conservação da floresta.

Este fim de semana também marcou o início da visita de três dias do casal a Fukushima.

Eles visitaram um complexo habitacional em Iwaki, no nordeste do país, e conheceram pessoas que fugiram das cidades de Futaba e Namie, perto da usina nuclear de Fukushima. Na segunda-feira, o casal entregará flores às vítimas do tsunami e visitará uma instalação de pesca local.

Akihito será o primeiro imperador a renunciar o Trono do Crisântemo em cerca de 200 anos.

O Imperador do Japão é o único chefe de Estado global a usar o título de “imperador”. A Casa Imperial do Japão de Tóquio é a estrutura familiar monárquica mais antiga existente, com uma história que remonta ao século III dC.

Imperadores do Japão plantam árvores em Fukushima | Euronews

Fontes: Sputnik News | Euronews.

Comentários