Notícias

Premiê japonês diz que Coreia do Norte pode lançar mísseis com armas químicas

Foto: Kyodo/KCNA

Shinzo Abe disse que Pyongyang “poderia ser capaz de lançar um míssil carregado com gás sarin”.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, traçou paralelos entre o regime liderado pelo presidente sírio Bachar al Assad e pelo ditador norte-coreano Kim Jong-un, no qual afirmou, nesta quinta-feira (13), que o regime da Coreia do Norte poderia ter a capacidade de lançar mísseis equipados com armas químicas, informou a agência de notícias ‘EFE’.

Abe fez estas declarações ao comitê parlamentar de Defesa em um momento de escalada da tensão na península de Coreia, após o envio de um porta-aviões americano para a região, ao que Pyongyang respondeu com ameaças e com manobras militares.

O premiê japonês disse que Pyongyang “poderia ser capaz de lançar um míssil carregado com gás sarin”. Ele destacou que se trata de “uma nova fase da ameaça” que se soma ao programa nuclear norte-coreano, de acordo com a ‘EFE’.

A produção, armazenagem e uso de gás sarin estão proibidos pela convenção internacional de armas químicas, e este mesmo agente foi usado pela seita Verdade Suprema nos atentados realizados no metrô de Tóquio em 1995, que deixaram 13 mortos.

Comentários