Notícias

Professor no Japão é preso por bater em aluno com necessidades especiais

Algemas "Japan Police" (Foto: Xpress Stock Photo/Montagem Mundo-Nipo) Todos os direitos reservados. 900x600 | 19/02/2016.
Foto: Stockvault/Montagem MN

A criança sofreu ferimentos graves no rosto, incluindo fratura do maxilar.

Um professor de uma escola do ensino fundamental na província de Saitama, no leste do Japão, foi preso na última quarta-feira, acusado de bater em um aluno com necessidades especiais. De acordo com a emissora estatal ‘NHK’, a criança sofreu ferimentos graves no rosto, incluindo fratura do maxilar.

De acordo com a polícia local, o incidente ocorreu no dia 12 de outubro, quando o professor, identificado como Takashi Ito, de 54 anos, ministrava aula para crianças com necessidades especiais e bateu em um aluno do 4ª ano do ensino fundamental.

O incidente passaria despercebido se não fosse outro professor, que passava pelo corredor e viu o aluno saindo da sala aula com a boca sangrando. Ele levou o caso à direção da escola, situada na cidade de Shiraoka, no leste de Saitama.

O professor foi chamado para interrogatório e confessou que agrediu o menino. Segundo ele, “o aluno era desobediente”.

Segundo a polícia, o menino foi obrigado a assistir toda a aula após ter levado tapas e socos no rosto. A criança sofreu hematomas na face e teve o maxilar quebrado.

Em comunicado emitido na última sexta-feira, o diretor do Conselho de Educação de Shiraoka, Hideo Nagashima, disse que sente muito pelo incidente e que pediu desculpas à família da criança. Ele também prometeu que “formulará medidas de vigilância mais abrangentes” como forma de “prevenir esse tipo de ocorrência”, conforme noticiou a ‘NHK’ no sábado (15).

Comentários