Notícias

Japão dá desconto em restaurantes a idosos que abrirem mão de dirigir

Foto: Kyodo

A iniciativa tem como objetivo reduzir o grande número motoristas idosos na ativa.

Autoridades da região de Aichi, no centro do Japão, lançaram uma campanha para oferecer descontos em uma rede de restaurante local a todos cidadãos acima dos 65 anos que abrirem mão de dirigir. A iniciativa tem como objetivo reduzir o grande número motoristas idosos na ativa.

Lançada no mês passado, a campanha em Aichi foi criada após um pedido do primeiro-ministro Shinzo Abe por mais ações para controlar o número acidentes causados por motoristas na terceira idade. Na última década, casos envolvendo condutores com 75 anos ou mais subiram de 7,4% para 12,8% do total de acidentes, de acordo com a agência nacional de polícia.

À medida que a população japonesa envelhece, com mais cidadãos chegando a idades avançadas, estima-se que 17 milhões de japoneses acima dos 65 anos tenham habilitação para dirigir, segundo o jornal The Guardian. Desses, 4,8 milhões estão acima dos 75 anos, número que era de 2,4 milhões em 2005.

Em Aichi, os idosos precisam entregar suas carteiras de habilitação à polícia local, onde recebem um certificado que dá descontos de 15% em qualquer uma das 176 unidades da rede de restaurantes Sugakiya.

Outros setores da prefeitura também criaram iniciativas semelhantes ao longo deste ano, como o desconto em barbeiros e tarifas mais baratas de táxi. Desde o início de 2016, 12.000 motoristas idosos já abriram mão do direito de dirigir na região.

A partir de março do próximo ano, em todo o país, os motoristas com 74 anos ou mais também serão encaminhados para avaliações médicas se forem parados por violações de trânsito ou mostrarem sinais de perda de memória. A medida, porém, gerou preocupação de que os idosos que moram em áreas rurais possam ficar isolados se não pudessem dirigir, uma vez que a oferta de transporte público é escassa em regiões muito afastadas.

Fontes: Agência Kyodo | Revista Veja.

Comentários