Notícias

Terremoto no oeste do Japão deixa 3 mortos e mais de 60 feridos

Mapa mostra o epicentro do tremor e as áreas afetadas | JMA / Edição MN

Potente tremor em Osaka deixou milhares de casas sem luz. Serviços de trem e de avião estão interrompidos.

Atualizado em 18/06/2018 – às 01h20


Um potente terremoto de magnitude 5,9 na escala Richter, que atingiu o oeste do Japão nesta segunda-feira (hora local), deixou três mortos, incluindo uma criança, e fez mais de sessenta feridos. Apesar de potente, a Agência Meteorológica do Japão (JMA, na sigla em inglês) afirmou que não houve risco de tsunami.

De acordo com JMA, o terremoto ocorreu às 07h58 locais de segunda-feira (19h58 de domingo em Brasília), com epicentro no norte de Osaka, a uma profundidade de 10 quilômetros. A agência adverte que poderão ocorrer réplicas (tremores secundários) de mesma intensidade na região.

A princípio, a agência japonesa tinha reportado magnitude de 5,9. Depois mudou para 6,1, o que foi corrigido novamente para magnitude de 5,9.

O tremor foi sentido principalmente em Osaka, com intensidade máxima de 6- graus na escala japonesa, que vai até 7. A magnitude na escala Richter (6,1) equivale à intensidade do terremoto no epicentro, enquanto a escala japonesa (-6) considera o nível de abalo sentido na superfície da terra.

É o tremor mais forte já registrado em Osaka, a segunda maior cidade do país, de acordo a JMA, que passou a registrar os dados em 1923.

A informação das mortes causadas pelo tremor foi confirmada pelo porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga. A emissora de televisão pública NHK fala em ao menos 61 feridos – metade deles em Osaka.

Os três mortos são uma criança de 9 anos atingida pela queda de um muro de uma escola e dois idosos – um de 85 anos que morreu em casa e outro de 80 que também foi atingido por uma parede. Todas as vítimas morreram em Osaka.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, declarou que o governo avalia os danos e que a prioridade é a segurança das pessoas.

Vários edifícios caíram e pegaram fogo nas cidades de Osaka e Takatsuki, mostram imagens da NHK.

A companhia de energia elétrica Kansai informou que mais de 170 mil residências ficaram sem energia em Osaka e na região de Hyogo.

O tremor suspendeu o serviço do trem-bala e os trens locais nas prefeituras de Osaka, Shiga, Hyogo, Kioto e Nara mesmo após a energia ser reestabelecida.

O aeroporto Internacional de Kansai (Osaka), o mais importante do oeste do Japão, foi reaberto, mas 41 voos foram cancelados.

Do Mundo-Nipo
Fontes: NHK News World Digital | Japan Meteorological Agency | Portal G1.

Comentários