Notícias

Tufão vira tempestade tropical e atinge ilha no norte do Japão

Foto: Arquivo/Kyodo

Depois de provocar estragos no leste do Japão, o fenômeno tropical Chanthu gera chuvas intensas em Hokkaido.

Depois de provocar estragos em sua passagem por Kanto e Tohoku, leste e nordeste do Japão, na manhã desta quarta-feira (17), o tufão Chanthu se converteu em tempestade tropical e seguiu para Hokkaido, ilha no extremo norte do país, levando ventos fortes e chuvas intensas ao sul da ilha, informou a emissora pública ‘NHK’ citando a Agência Meteorológica do Japão (JMA, na sigla em inglês) como fonte.

De acordo com a JMA, o fenômeno chegou à ilha por volta das 17h30 locais de quarta-feira, atingindo terra perto de Erimo, no sul de Hokkaido.

Por volta das 18h locais, a tempestade se encontrava a cerca de 70 quilômetros ao sul da cidade de Obihiro, se movendo ao norte a uma velocidade de 60 quilômetros por hora. A tempestade tinha uma pressão atmosférica de 980 hPa (hectopascal) em seu centro.

Em menos de um dia, Hokkaido recebeu uma média de chuva cumulativa esperada para todo o mês de agosto. A JMA estima que as condições meteorológicas extremas continuará ao menos até quinta-feira e prevê trovoadas e chuvas fortes de até 80 milímetros por hora em amplas áreas da ilha.

Mediante a isso, a agência pediu a população em Hokkaido para manterem-se em alerta diant de prováveis inundações, deslizamentos de terra e mar agitado, com ondas podendo chegar entre três e seis metros de altura, conforme noticiou a ‘NHK’.

Passagem do Tufão Chanthu no leste do Japão
Pela manhã, O tufão Chanthu deixou cerca de 1,3 mil pessoas desabrigadas e 850 lares sem eletricidade após sua passagem pelo leste do Japão, provocando também cancelamentos de dezenas de voos domésticos e interrupções dos funcionamentos dos trens de alta velocidade, de acordo com  agência de notícias ‘Efe’.

Chanthu, o sétimo tufão da temporada no Pacífico, chegou um dia antes ao arquipélago japonês e se deslocou pela costa leste, até se situar perto da província de Iwate, por volta das 12h (hora local) de quarta-feira.

Grande parte do país estava em alerta pelas chuvas intensas, ventos fortes e ondas geradas pelo tufão, que continua avançando em direção à região de Tohoku (nordeste).

As autoridades da cidade de Otsuchi, em Iwate, ordenaram a saída de 1.290 pessoas devido por conta das inundações e os deslizamentos de terra causados pelas fortes chuvas.

Na cidade de Ishinomaki, cerca de 850 casas ficaram sem luz devido aos danos no cabo elétrico, informou a companhia energética Tohoku Electric Power.

As condições meteorológicas extremas também causaram o cancelamento de 20 voos domésticos, a maioria deles de aeroportos do nordeste do país, assim como a interrupção de 18 trens shinkansen (alta velocidade) na mesma região, conforme noticiou a ‘Efe’.

Comentários