Notícias

Após Carnaval, dólar fecha em alta e passa de R$ 2,84

O dólar fechou perto das máximas em mais de uma década.

Do Mundo-Nipo com Agências

O dólar fechou em alta frente ao real nesta quarta-feira (18), cotado perto das máximas em mais de uma década, em um dia de negócios mais curto e de baixo volume na volta do feriado do carnaval, refletindo a frustração dos investidores com a ausência de um acordo envolvendo a Grécia e seus credores.

A moeda norte-americana encerrou o dia com valorização de 0,38%, cotada a R$ 2,8422 na venda, ainda perto das máximas em mais de uma década e após registrar alta de 0,37% no último pregão antes do Carnaval, na sexta-feira.

O mercado abriu mais tarde nesta sessão, a partir das 13h, o que explica o baixo volume de negócios. Segundo dados da BM&F, o movimento financeiro ficou em torno de US$ 275 milhões.

Os investidores estavam pessimistas com a ausência de um acordo que resolva o problema da crise da dívida da Grécia, após uma reunião malsucedida do Eurogrupo no início da semana.

Na segunda-feira (16), a Grécia rejeitou uma proposta de seus parceiros na zona do euro que incluía uma extensão de seis meses nos termos do atual programa de resgate. Investidores temem que o impasse possa levar à saída do país da zona do euro.

O atual programa de resgate de 240 bilhões de euros deve expirar no fim deste mês, se não estender o acordo o país pode ficar sem liquidez e ser obrigado a deixar a zona do euro.

Entretanto, uma autoridade do governo grego afirmou que o país pedirá uma prorrogação de seu acordo sobre empréstimos na quinta-feira, o que não equivale a uma extensão do programa de resgate como um todo. Inicialmente, o governo havia dito que o pedido seria feito nesta quarta-feira. Com isso, as dúvidas sobre a situação europeia continuavam.

Investidores também mantiveram os olhos na política monetária dos Estados Unidos, à espera da divulgação da ata da última reunião do Federal Reserve às 17h (horário de Brasília), simultaneamente ao fechamento do mercado. Agentes financeiros buscarão no documento pistas sobre quando os juros começarão a subir na maior economia do mundo.

No mercado local, a projeção dos analistas no último Boletim Focus divulgado hoje mostrou um avanço na perspectiva para o câmbio para o fim de 2015. A mediana das apostas para o dólar para o fim do ano passou de R$ 2,80 para R$ 2,90. Na semana passada, a moeda americana chegou a fechar a R$ 2,8726 na máxima do ano.

Hoje o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou em reunião com os investidores em Washington que é possível atingir a meta de superávit primário de 1,2% do PIB, mesmo após o déficit de 0,6% do PIB registrado em 2014 e com uma possível recessão da economia neste ano, mas as decisões devem ser tomadas “com presteza”.

Levy destacou que o governo está organizando uma agenda de investimentos e estuda tomar novas medidas, havendo espaço para cortar algumas despesas discricionárias. “Havia uma dúvida se o governo poderia adotar novas medida de ajuste, após o barulho que viu após os primeiros anúncios”, afirmou Rogério Braga, sócio e gestor da Quantitas, à Agência Valor Online.

Por conta do feriado de Carnaval, o Banco Central não realizou os leilões de rolagem de contratos de swap nem os do programa de intervenção diária nos últimos três dias, devendo retomar essas operações amanhã.

(Com informações das Agências Reuters e Valor Online)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*