Notícias

Dólar tem forte alta e fecha semana acima de R$ 3,94

Foto: Freedoc Images

O dólar encera a semana com alta de 1,88%. No mês, a valorização é de 1,55%.

O dólar avançou fortemente sobre o real nesta sexta-feira (18) e encerrou a semana no maior valor em dois meses, refletindo os crescentes rumores sobre uma eminente saída do ministro da Fazenda, Joaquim Levy. A sessão de hoje também foi influenciada pela decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de mudar as normas do processo de impeachment.

A moeda norte-americana saltou 1,48%, cotada a R$ 3,9468 na venda, maior patamar de fechamento desde 1º de outubro, quando encerrou cotado a R$ 4,0024.

Com o resultado, o dólar encera a semana com alta de 1,88%. No mês, acumula valorização de 1,55% e, no ano, ganho de 48,45%.

O movimento de alta do dólar chegou a perder força durante o fim da manhã e início da tarde, por fluxos pontuais e liquidez baixa, mas os receios em torno do cenário político e econômico voltaram ao foco dos investidores e a moeda norte-americana voltou a acelerar os ganhos sobre o real.

Nesta sessão, as atenções estavam voltadas ao crescente rumor sobre a saída de Levy do governo. O ministro da Fazenda admitiu, pela primeira vez, que conversou com a presidente sobre deixar o cargo. Um dos prováveis substitutos seria o atual ministro do Planejamento, Nelson Barbosa.

Uma fonte do Palácio do Planalto afirmou à Reuters, após o fechamento do mercado, que o atual ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, assumirá a Fazenda.

Na quinta-feira (17), o STF deu fôlego à presidente ao acatar as principais teses do governo sobre o rito do processo de impeachment e dar ao Senado o poder de rejeitar a instauração do impedimento, além de obrigar a Câmara dos Deputados a refazer a eleição da comissão especial que analisará o tema, com voto aberto e sem apresentação de chapas avulsas.

De acordo com a Reuters, de uma maneira geral, o mercado tem reagido bem às notícias que apontam na direção da saída da presidente, com a expectativa de que uma mudança no governo ajudaria a avançar nas medidas necessárias para o ajuste fiscal.

Atuações do Banco Central no câmbio
O Banco Central deu sequência nesta sessão à rolagem dos swaps cambiais (equivalentes à venda futura de dólares) que vencem em janeiro, com oferta de até 11.260 contratos. Até agora, o BC já rolou o equivalente a US$ 7,659 bilhões, ou cerca de 72% do lote total, que corresponde a US$ 10,694 bilhões.

Fontes: Agência Reuters | UOL Economia.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários