Notícias

Fundador da Casio morre em Tóquio aos 89 anos

Kazuo Kashio / Foto: Arquivo / Getty

Kazuo esteve por trás da criação dos relógios G-SHOCK e da primeira calculadora compacta do mundo.

Kazuo Kashio, co-fundador da companhia japonesa de dispositivos eletrônicos Casio Computer, morreu ontem, aos 89 anos, vítima de uma infecção pulmonar, informou nesta terça-feira (19) a companhia através de um comunicado.

Terceiro dos quatro irmãos que fundaram a companhia, Kashio ocupava atualmente o cargo de presidente honorário da Casio. Ele morreu na manhã de segunda-feira (18) em um hospital na capital Tóquio, vítima de pneumonia por aspiração, uma inflamação dos pulmões e brônquios devido à inalação de corpos estranhos.

Nascido em 9 de janeiro de 1929 na capital do Japão, Kazuo Kashio foi o terceiro filho do casal formado por Shigeru Kashio e sua esposa Kiyono, e o terceiro a ocupar a presidência da companhia que criou a primeira calculadora compacta do mundo, lançada em 1957, depois de seu pai e do primogênito da família, Tadao (1917-1993).

Kazuo tinha outro irmão mais velho, Toshio (1925-2012), e um mais novo, Yukio (1930), que atualmente é assessor especial do grupo.

Kazuo Kashio “dedicou sua vida à criação de novos produtos úteis para melhorar a vida e a aprendizagem das pessoas”, disse hoje em comunicado a empresa que ele presidiu durante mais de 25 anos, entre dezembro de 1988 e junho de 2015.

O terceiro dos irmãos Kashio se formou em filologia inglesa pela Nihon University em 1949 e, um ano depois, começou a fazer parte do Kashio Seisakujo, o negócio fundado por seu irmão Tadao em 1946 e que se transformaria na Casio Computer em 1957.

Kazuo liderou o desenvolvimento da calculadora pessoal Casio Mini, lançada em 1972, e foi o responsável por criar os relógios resistentes G-SHOCK, lançados em 1983 e que continuam sendo produzidos pela Casio que, por sua vez, figura entre as grandes companhias do Japão.

Em 1995, Kazuo abriu o caminho para o lançamento da câmera QV-10, a primeira máquina digital com um display LCD no qual era possível visualizar as fotografias, um modelo precursor das câmeras atuais.

*O Mundo-Nipo oferece os mais sinceros pêsames pela morte do gênio Kazuo – um homem visionário, que viveu à frente de seu tempo.

Com informações da Agência EFE Brasil

Comentários