Notícias

Terremoto de magnitude 5,8 atinge o sul do Japão

Foto: Reprodução/USGS

Epicentro do tremor ocorreu no mar, próximo ao porto de Naze, em Amami.

Um potente terremoto de magnitude 6,1 na escala Richter atingiu a costa sul do Japão no início da noite desta quinta-feira (horário local), informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), acrescentando que, apesar de forte, o tremor não gerou risco de tsunami.

De acordo com o USGS, o terremoto ocorreu às 09h02 UTC desta quina-feira (18h02 no Japão e 07h02 no horário de verão em Brasília), com epicentro registrado no mar, a cerca de 168 km do porto de Naze, na cidade de Amami, entre as ilhas Kyushu e Okinawa. O tremor ocorreu a uma profundidade rasa, de apenas 10 km.

Até o momento, autoridades locais não reportaram danos a edificações ou relatos de pessoas feridas em consequência do tremor. Contudo, a USGS adverte que poderão ocorrer réplicas (tremores secundários) em áreas próximas.

Apesar de distante, o tremor foi sentido mais intensamente em localidades próximas ao porto de Naze, atingindo grau máximo de 3 na escala japonesa, que vai até 7.

O grau de magnitude na escala Richter equivale à intensidade do terremoto no epicentro, enquanto a escala japonesa considera o nível de abalo sentido na superfície da terra.

Inicialmente, a magnitude do tremor foi avaliada pelo USGS em 6.1, enquanto a Agência Meteorológica do Japão (JMA) anunciou magnitude de 5.6, grau que mantém até o momento.

O Japão faz parte do chamado “Anel de Fogo do Pacífico”, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos diariamente. Mediante isso, o país possui uma infraestrutura desenvolvida para resistir tremores que poderiam ser fatais em outras partes do mundo.

Do Mundo-Nipo
*Para saber mais detalhes, visite a página com os dados do terremoto no site oficial da USGS.

Comentários