Notícias

Dias após terremoto em Osaka, muitas fábricas continuam fechadas

Fábrica da Panasonic no oeste do Japão | Foto: Creative Commons

Por conta do forte tremor, uma das fábricas da Panasonic sofreu avaria em uma tubulação de gás.

O forte terremoto que atingiu a província de Osaka, no oeste do Japão, no último domingo (17), forçou o fechamento de muitas fábricas na região, com algumas retomando a produção no dia seguinte, enquanto algumas unidades, principalmente as localizadas em Takatsuki, cidade que foi fortemente atingida pelo tremor, ainda estão com a produção interrompida, informou nesta quarta-feira (20) a emissora estatal ‘NHK’.

De acordo com a emissora, a companhia Sunstar, fabricante de produtos de beleza e higiene pessoal, teve que suspender a produção em sua fábrica quando parou o fornecimento de água e gás em várias cidades em Osaka.

Saiba mais
» Terremoto no oeste do Japão deixa 3 mortos e mais de 60 feridos
» Número de mortos sobe para 4 em terremoto no Japão; feridos passa de 300

Embora o fornecimento tenha sido restaurado na segunda-feira (18), a produção na Sunstar seguiu suspensa, visto que a fábrica passa por vistorias nos equipamentos por conta do forte tremor. A empresa espera retomar a produção nesta quarta-feira, assim como outras fabricantes locais.

Enquanto isso, as operações em uma unidade de eletroeletrônicos da gigante Panasonic segue suspensa, isso porque uma tubulação sofreu danos após a interrupção do fornecimento de gás.

Representantes da Panasonic explicaram que, mesmo com o problema na tubulação já resolvido, a produção não foi retomada porque uma equipe especializada está fazendo a inspeção em todos os equipamentos da unidade. Contudo, eles afirmam que a fábrica deverá reiniciar suas operações nesta quinta-feira (21).

Do Mundo-Nipo
Fonte: NHK News World Digital | Kyodo News.

Comentários