Notícias

Japão promete US$ 2,8 bilhões em ajuda a refugiados

Shinzo Abe prometeu a ajuda durante a cúpula da ONU sobre refugiados ©Kyodo

A exorbitante ajuda do Japão contrasta com os US$ 100 milhões prometidos pela China à causa.

O Japão prometeu destinar US$ 2,8 bilhões em ajuda humanitária, pelos próximos três anos, para refugiados, imigrantes e países que os abrigam, uma iniciativa que visa contribuir para a superação da crise mundial de refugiados.

O compromisso foi assumido pelo primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, na segunda-feira (19), durante a primeira cúpula das Nações Unidas sobre refugiados e imigrantes, realizada em Nova York.

Em discurso, Abe disse que “a assistência japonesa é caracterizada, simultaneamente, pela ajuda humanitária de emergência e pelo apoio ao desenvolvimento de longo prazo, em resposta à mobilização internacional à crise de refugiados”.

“Espero que essa abordagem ajude a resguardar a segurança e a dignidade dos refugiados, além de permitir a coexistência deles com as comunidades que aceitaram recebê-los”, acrescentou o premiê japonês em seu discurso na cúpula da ONU.

A exorbitante ajuda do Japão contrasta com o montante prometido pela China na cúpula, onde o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, também assumiu compromisso de apoio aos refugiados. Li prometeu US$ 100 milhões em ajuda humanitária.

“A China atribui uma grande importância e tem sido parte ativa na solução desse tema [refigiados]”, disse Li durante o encontro. “Nos comprometemos a compatibilizar nossas responsabilidades com nossas capacidades”, acrescentou.

Fontes: NHK World Japan | Agência Kyodo | Agência France Presse.

Comentários