Notícias

Ondas de tsunami chegam à costa do Japão após forte terremoto

Ondas de tsunami chegam à costa nordeste do Japão após terremoto de magnitude 7,4 (Foto: Reprodução/NHK)

Imagens de TV mostraram sirenes tocando para alertar sobre tsunami em uma área costeira ao sul de Fukushima.

O forte terremoto que atingiu a costa nordeste do Japão na manhã de terça-feira (data local) provocou ondas de tsunami ao longo da costa das províncias de Miyagi, Fukushima e Iwate, informou a emissora pública japonesa ‘NHK’, acrescentando que a maré no litoral nordeste continuava subindo por volta das 07h locais.

A magnitude do terremoto, que teve epicentro na costa de Fukushima e perto da usina nuclear danificada no potente terremoto em março de 2011, foi revisada de magnitude 7,3 para 6,9, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos. Contudo, a Agência Meteorológica do Japão (JMA) revisou para magnitude 7,4.

A JMA informou que um tsunami medindo 1,4 metro chegou aos porto de Sendai, em Miyagi. As ondas atingiram 90 centímetros no porto de Soma, em Fukushima, 80 centímetros no porto de Kuji, em Iwate, e 60 centímetros no porto de Onahama, em Fukushima.

O terremoto causou tremores em prédios distantes, como em Tóquio, que fica a 250 quilômetros de Fukushima, e o governo emitiu um aviso de tsunami dizendo que ondas de até três metros poderiam ser esperadas na costa de pelo menos cinco províncias em Tohoku (nordeste).

A Tokyo Electric Power (Tepco, companhia de energia elétrica de Tóquio), que opera as usinas de Fukushima, onde as inundações causadas pelo tsunami depois do terremoto de 2011 causaram o derretimento de vários reatores, disse que uma onda de quase um metro atingiu a central nuclear Fukushima número 2. Essa usina, bem como a número 1, foram fechadas desde o terremoto de março de 2011.

De acordo com a ‘NHK’, um incêndio causou uma explosão em uma fábrica de produtos químicos, mas não forneceu detalhes sobre o tamanho da explosão ou danos.

A emissora mostrou imagens de uma área costeira ligeiramente ao sul das usinas nucleares, onde as sirenes que alertam sobre o tsunami estavam tocando, enquanto os moradores eram alertados para se retirar do local.

A ‘NHK’ também mostrou o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, que está visitando a Argentina, em uma breve coletiva de imprensa assegurando que o governo estava tomando todas as medidas para garantir a segurança.

Ainda de acordo com a emissora estatal japonesa, autoridades locais informaram que cinco pessoas ficaram feridas.

Comentários