Notícias

Bolsa de Tóquio tem resultado misto em meio a expectativa de decisão do BCE

A bolsa japonesa teve seus dois principais índices fechando em direções opostas.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

A Bolsa de Valores de Tóquio teve seus dois principais índices fechando em direções opostas nesta quinta-feira (22), com os investidores aguardando a decisão da política monetária do Banco Central Europeu (BCE), prevista para hoje, na qual existe a possibilidade do BC europeu aplicar mais medidas de flexibilização quantitativa.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, recuou 48,54 pontos, alta de 0,28% ante o fechamento anterior, encerrando aos 17.329,02 pontos. Já o Topix, indicador que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, teve recuo de 1,18 ponto, leve queda de 0,08% em relação à quarta-feira, terminando as negociações de hoje aos 1.389,43 pontos.

O volume das transações na sessão principal foi reduzido, totalizando 1.971,08 milhões de ações negociadas. Na sessão anterior, o volume das transações somou 2.187,30 milhões de ações.

O índice Nikkei operou entre território positivo e negativo ao longo das negociações, mas não se aventurou muito longe em qualquer direção, com os investidores aguardando a conclusão da reunião do BCE.

“Muitos não estão dispostos a negociar ativamente à frente de um evento tão grande”, disse, mais cedo, Yutaka Miura, analista da Mizuho Securities Co.

Grande parte dos investidores acreditam que o BCE anuncie um programa de relaxamento monetário de pelo menos 500 bilhões de euros para afastar a deflação e dar um impulso necessário para a economia da zona do euro. Segundo analistas, as expectativas são de que o BCE disponibilize compras de títulos do governo num valor aproximado de 50 bilhões de euros por mês.

Além da decisão do BCE, os investidores estão aguardando o resultado das eleições gerais da Grécia, no domingo, e uma série de relatórios financeiros de empresas japonesas, que deverão ser divulgados na próxima semana.

A recuperação dos preços do petróleo, que havia caído pela metade em um ano, em meio ao recuo da demanda global, foi um golpe para as operadoras de energia, mas ajudou na recuperação das ações de empresas petrolíferas.

Com isso, a Kansai Electric Power recuou 2,0% e a Chubu Electric Power caiu 0,9%, enquanto a petrolífera JX Holdings teve alta de 1,7%.

Analistas dizem que a queda nos preços do petróleo e, consequentemente, da energia, deve ser um ponto positivo para as empresas japonesas dependentes de importação. No entanto, o presidente do Banco do Japão (BoJ, o banco central japonês), Haruhiko Kuroda, disse ontem que a meta de inflação de 2% pode ser prejudicada caso os preços baixos do combustível persistirem.

Entre as ações que se beneficiaram com anúncios de investimentos externos estava o SoftBank, que fechou em alta de 2,8% depois de confirmação sobre um acordo entre sua subsidiária norte-americana Sprint e a gigante de tecnologia Google.

As ações da Nissan Motor subiram 1,1% após o jornal Nikkei noticiar que a montadora iria transferir parte de sua produção para o Japão devido ao iene mais fraco.

== Kyodo

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*