Notícias

Polícia prende suspeitos de matar japonês em São Paulo

Foto: Shutterstock

A polícia acredita que os dois criminosos são os mesmos que assaltaram vários japoneses em São Paulo.

Dois suspeitos de terem matado o japonês Yutaka Honma, de 42 anos, durante assalto ocorrido na última segunda-feira (16) em Ipiranga, zona sudeste do município de São Paulo, foram presos na sexta-feira (20), segundo noticiou a emissora pública japonesa ‘NHK’.

O crime ocorreu por volta das 14h na rua Leais Paulistanos, em Ipiranga. De acordo com a ‘NHK’, a vítima havia saído de uma casa de câmbio e estava dentro de seu carro quando foi abordada por dois homens em uma moto. Ele foi baleado pelos dois criminosos após se recusar abrir a porta do carro e tentar fugir com o carro.

Honma era natural de Kanagawa, no leste do Japão, mas residente em São Paulo, onde trabalhava para uma empresa japonesa com sede na cidade de Toyokawa, em Aichi, que mantém filial no Brasil.

A polícia de São Paulo acredita que os dois suspeitos são os mesmos que mataram o japonês porque, com eles, foram encontradas armas compatíveis com cápsulas dos projeteis encontrados na cena do crime, segundo informou a ‘NHK’, sem detalhar os nomes dos dois suspeitos ou em que circunstâncias e local onde ocorreram as prisões.

Na última terça-feira (17), outro japonês foi assaltado após deixar uma casa de câmbio na capital paulista. Em ambos os casos, os criminosos estavam em dupla e conduziam uma motocicleta.

Mediante isso, a polícia paulistana acredita que os dois criminosos presos são os mesmos que assaltaram vários japoneses em São Paulo, a maioria é abordada após sair de casas de câmbio e de bancos.

O consulado pede que os cidadãos japoneses residentes no Brasil, bem como aqueles que estão apenas visitando o país, tomem precauções, tais como sair acompanhados quando for preciso realizar uma retirada no banco, caixa eletrônico ou trocar dinheiro em casas de câmbio.

Contudo, a recomendação principal é “nunca reagir a um assalto” e procurar imediatamente um consulado japonês local.

Comentários