Notícias

Japão inicia sistema mais eficaz de alerta de terremotos

Foto: Stockvault

Novo sistema é capaz de calcular rapidamente a escala dos tremores e as áreas que serão atingidas.

A Agência de Meteorologia do Japão (JMA, na sigla em inglês) iniciou nesta quinta-feira um novo e mais completo sistema de alertas preventivos contra terremotos, capaz de calcular rapidamente a escala dos tremores usando como base as chamadas ondas-P, ou seja, “ondas primárias”, que sempre antecedem tremores mais fortes.

Antes, a agência emitia alertas preventivos apenas uma vez. Agora, o novo sistema de avisos secundários detecta em um sismômetro as ondas-P, que aparecem como pequenos tremores. Ele prevê, então, se ocorrerá ou não um forte terremoto de intensidade entre 4,5 e 5 ou mais na escala japonesa, que vai de 0 a 7.

Caso uma “onda secundária” seja detectada com um tremor mais forte, um segundo aviso será emitido e abrangerá uma área de até 30 quilômetros de distância a partir do ponto onde o epicentro do tremor for registrado.

Os avisos secundários serão emitidos até 90 segundos após a primeira onda sísmica ter sido detectada.

Espera-se que o novo método alerte mais pessoas em uma área mais ampla quando fortíssimos terremotos de magnitude 8 ou mais ocorrerem.

No grande terremoto de magnitude 9 que atingiu o nordeste do Japão em março de 2011, pessoas em áreas distantes do epicentro do sismo, inclusive em Tóquio, não foram alertadas. Agora, com o novo sistema de avisos secundários, a JMA poderá prever tremores secundários com mais exatidão, bem como antecipar as áreas mais distantes que serão afetadas pelas ondas sísmicas.

Fontes: Canal NHK News | Agência Kyodo.

Comentários