Notícias

Japão registra declínio histórico no número de postos de combustível

Foto: Creative Commons

O número caiu pela metade em 21 anos. Em todo o Japão, 288 municipalidades possuem no máximo três postos de combustível.

O Japão viu um declínio recorde no número de postos de abastecimento de combustíveis, que caiu pela metade em 21 anos, de acordo com dados divulgados pelo governo do país, sinalizando que o forte declínio é devido, em grande parte, ao declínio populacional.

Divulgado nesta segunda-feira (22), o levantamento feito pelo Ministério da Economia, Comércio e Indústria mostrou que o Japão registrava aproximadamente 32 mil estabelecimentos de abastecimento de combustível até o final do ano fiscal de 2016, terminado em março deste ano.

O número representa uma redução de mais de 1,1 mil estabelecimentos em relação ao exercício anterior. A queda é ainda pior quando comparada ao pico registrado em março de 1995, quando havia cerca de 60 mil postos no país.

Uma população envelhecendo e em declínio, assim como a fabricação de veículos cada vez mais econômicos, são considerados os principais fatores para a redução da demanda por gasolina e, consequentemente, o fechamento de estabelecimentos no setor.

O declínio tem preocupado autoridades municipais diante de uma possível escassez de combustível em situações de emergência. Em todo o Japão, 288 municipalidades, ou 17% do total, possuem no máximo três postos de combustível.

Mediante a isso, o ministério está proporcionando um subsídio de até 250 mil dólares pela abertura de novos postos de combustível. Há ainda planos para que esse subsídio seja elevado já no próximo ano fiscal, que começa em abril de 2015.

Fonte: NHK News Japan.

Comentários