Notícias

Casamento da princesa Mako é marcado para novembro de 2018

Princesa Mako (D) ao lado do noivo (Foto: Pool / Casa Imperial)

Depois de casada, Mako será obrigada a deixar o status de princesa porque o noivo é plebeu.

O casamento da neta mais velha do imperador do Japão, a princesa Mako, com Kei Komuro, um ex-colega de faculdade, foi marcado para o dia 4 de novembro de 2018, anunciou a Agência da Casa Imperial.

A cerimônia terá lugar no Hotel Imperial de Tóquio e vai contar com a presença dos imperadores, Akihito e Michiko, poucos meses antes da abdicação do monarca, prevista para a primavera de 2019, confirmou um porta-voz da Casa Imperial na ultima quarta-feira (22).

O casal anunciou oficialmente o compromisso em 3 de setembro. Antes das núpcias, os jovens, ambos de 26 anos, vão formalizar o compromisso através do tradicional ritual “Nosai no Gi”, um ato semelhante ao de pedir formalmente a mão da noiva aos pais, marcado para 4 de março do próximo ano, segundo a Casa Imperial.

A princesa Mako é a filha mais velha do príncipe Akishino, segundo filho do imperador e segundo na linha de sucessão ao trono do Crisântemo, após o príncipe herdeiro Naruhito.

Este casamento reabriu o debate sobre a necessidade de reforma da lei que rege a Casa Imperial do Japão desde 1947, a qual estabelece que as mulheres que nascem no seu seio perdem o estatuto de realeza ao se casarem com um homem que não tenha `sangue azul`, ou seja, um plebeu, o que tem vindo a reduzir significativamente o número dos membros da realeza no Japão.

O casamento de Mako irá deixar em 18 o número de membros da dinastia hereditária reinante mais antiga do mundo.

Dos 18, apenas quatro, excluindo Akihito, de 83 anos, são homens e, portanto, com acesso ao trono: o irmão do imperador, o príncipe Hitachi (81 anos), o príncipe herdeiro Naruhito (57 anos), o seu irmão Akishino (51 anos) e o príncipe Hisahito, de 11 anos e irmão mais novo da princesa Mako e terceiro na linha de sucessão ao trono, já que Naruhito tem uma filha única e mulheres não podem ascender ao trono no Japão, outro forte motivo para reformar nas leis da Casa Imperial do Japão.

Do Mundo-Nipo
Com Agência Lusa

» Veja mais notícias sobre a Família Imperial do Japão

Comentários