Notícias

Fortes nevascas deixam 7 mortos e mais de 600 feridos no Japão

A forte nevasca caiu até em áreas no sul do Japão, onde a neve é extremamente rara. Alguns locais, inclusive, viram neve pela primeira vez em mais de 100 anos…

As fortes nevascas que têm castigado as regiões oeste, central e norte do Japão deixaram pelo menos sete mortos e mais de 600 feridos ao longo de dois dias a partir de domingo, de acordo com uma contagem da agência de notícias Kyodo e divulgada nesta segunda-feira (25).

Os níveis recordes de queda de neve interromperam as principais redes de transporte e levou a Agência de Meteorológica do Japão (JMA, na sigla em inglês) a emitir alertas de avalanches e deslizamentos de terra em várias localidades, principalmente nas regiões central e norte do país.

As companhias aéreas All Nippon Airways e Japan Airlines informaram que um total 109 voos domésticos foram cancelados apenas nesta segunda-feira, entre as regiões oeste e sul do país.

De acordo com a Kyodo, cerca de 110 passageiros foram obrigados a passar boa parte da madrugada em um trem da linha Sanyo Shinkansen. Eles chegaram à estação de Okayama (no oeste do Japão) por volta das 02h locais de segunda-feira.

O trem-bala ficou parado no meio de sua rota por cerca de duas horas devido a uma avaria no equipamento, aparentemente causada pela neve.

Em Nichinan, na prefeitura de Tottori, situada na costa do Mar do Japão, uma mulher de 88 anos morreu soterrada após um deslizamento provocado pelo acúmulo de neve atingir sua casa por volta das 04h40 locais de segunda-feira (17h40 de domingo pelo horário de Brasília). O filho e a nora da idosa sofreram ferimentos nas pernas e encontram-se internados, conforme noticiou a agência japonesa.

Segundo autoridades locais, a área recebeu de 50 a 60 centímetros de neve, no que se acredita ter bloqueado os canais de água em uma montanha atrás da casa.

Em Sendai, capital da província de Miyagi (nordeste), um veículo de transporte de idosos capotou, matando uma mulher de 90 anos e ferindo outros cinco.

A tempestade chegou, inclusive, a áreas no sul do Japão, onde a neve é extremamente rara. Segundo a Kyodo, em Amami, uma ilha subtropical na província de Kagoshima, caiu neve pela primeira vez em 115 anos.

A neve pesada manteve cerca de 100 veículos parados na Rota 378 em Yawatahama, na província de Ehime (sudeste), desde a tarde até a noite domingo. Dezessete carros passaram a noite nos acostamentos da estrada porque estavam sem pneus de neve.

Em uma cidade da província de Fukushima (nordeste), o acumulo de neve chegou a 152 centímetros e na província de Hiroshima (oeste), o acumulo atingiu um novo recorde para a localidade, de 137 centímetros de neve.

Em Kyushu (ilha no sul do Japão), cerca de 10 centímetros de neve foram observados nas cidades de Nagasaki e Kagoshima, enquanto Saga amanheceu com um acumulo de 7 centímetros.

A temperatura em Fukuoka caiu para menos de 1,4 graus, enquanto os termômetros em Kumamoto registram 1,1 graus.

Muitos moradores de Kyushu, onde dificilmente neva, foram obrigados a caminhar até o trabalho ou escola por conta do gelo nas estradas, o que provocou a suspensão dos principais serviços de transporte, principalmente de ônibus.

A Agência Meteorológica do Japão prevê que as temperaturas provavelmente permanecerão mais baixas do que as médias sazonais no oeste do Japão, em consequência de uma massa de ar frio que se moveu sobre a região de Kinki (centro-oeste) e está centrada em Osaka.

A previsão da JMA é que a massa de ar frio enfraqueça a partir de terça-feira a noite (hora local).

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários