Notícias

Bolsa de Tóquio fecha no maior nível desde o início de janeiro

Foto: Aflo Images

A bolsa japonesa renovou sua máxima em dez meses, favorecida pela recente desvalorização do iene.

A Bolsa de Tóquio fechou em alta nesta sexta-feira (25) e renovou sua máxima em dez meses, ainda favorecida pela tendência recente de desvalorização do iene frente ao dólar, o que favorece o mercado exportador japonês.

O Nikkei, índice que reúne as ações mais negociadas na capital do Japão, encerrou a sessão com valorização de 0,26% e ganhou 47,81 pontos, cotada a 18.381,22 unidades. Trata-se do maior patamar de fechamento desde 6 de janeiro.

A expectativa de que o futuro governo do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, seja mais agressivo em estímulos fiscais, o que tenderia a alimentar a inflação e a acelerar a alta dos juros básicos americanos, tem ajudado a impulsionar o dólar nas últimas semanas.

Mais recentemente, indicadores positivos dos EUA deram nova força ao dólar, que ganhou terreno ante várias moedas, inclusive o iene.

A desvalorização da moeda japonesa melhora a competitividade de exportadoras japonesas, em especial de montadoras. Na indústria automotiva, destacaram-se hoje em Tóquio as ações da Mitsubishi (+5,96%), da Nissan (+3,38%), da Honda (+2,04%) e da Toyota (+1,53%).

Os negócios na bolsa japonesa também foram beneficiados por sinais de menor pressão deflacionária no país. O núcleo do índice de preços ao consumidor do Japão teve queda anual de 0,4% em outubro, a oitava consecutiva, mas foi menor do que o recuo de 0,5% visto em setembro, segundo dados oficiais publicados no fim da noite de ontem.

Fontes: Jornal Estadão | Jornal financeiro Nikkei.

Comentários