Notícias

As 15 empresas que mais se valorizaram em 2013

O Facebook foi a empresa que mais cresceu em 2013, com o Google logo atrás. Nissan e Toyota também figuram entre as que mais cresceram no ano.

Do Mundo-Nipo

O Facebook foi a empresa que mais cresceu em 2013, com um salto de quase 50% de valor de marca em um ano, enquanto o Google não ficou muito atrás, avançando 35% para ficar em segundo. Nissan e Toyota  também figuram entre as que  mais cresceram no ano, mostram os dados do relatório anual da Interbrand, uma companhia que trabalha com marcas globais.

 

Confira a lista a seguir:

1. Facebook

Valorização em relação a 2012: 43%
Valor de marca: US$ 7,732 bilhões

Com mais de um bilhão de usuários, e um salto constante de 45 a 50 milhões de novos a cada trimestre desde 2011, é do Facebook a maior valorização do ano, de acordo com a Interbrand. Isso não significa que 2013 tenha sido fácil para a rede, que assistiu a queda no valor de suas ações desde a estreia na bolsa de valores. Mas a aquisição do Instagram, a criação das hashtags e o lançamento da Graph Search mostram o compromisso em manter o domínio nas redes sociais.

 

2. Google

Valorização em relação a 2012: 34%
Valor de marca: US$ 93,291 bilhões

Em 2013, a empresa antes descrita como uma ferramenta de busca encontrou sua voz como verdadeira líder da era tecnológica, destacam os analistas da Interbrand. Lançamentos como o Gooogle Glass, carros que dirigem-se sozinhos e o crescimento do Android no mobile colocaram o lado inovador da companhia em evidência. “Qualquer um com acesso a internet conhece a marca”, ressaltam.

 

3. Prada

Valorização em relação a 2012: 30%
Valor de marca: US$ 5,570 bilhões

Comemorando um século de vida em 2013, a grife escolheu não viver apenas do passado forte que possui. Iniciativas como o investimento na adaptação cinematográfica “O Grande Gatsby”, do diretor Baz Luhrmann, mostram a visão de que arte e modernidade devem fazer parte da rotina da empresa.

 

4. Apple

Valorização em relação a 2012: 28%
Valor de marca: US$ 98,316 bilhões

Destronando pela primeira vez em 13 anos a Coca-Cola no posto de marca mais valiosa do mundo, o pódio da vez é da Apple, dona do maior valor de marca de 2013 e da quarta maior valorização. “De vez em quando, uma empresa muda nossas vidas, não apenas com seus produtos, mas com seu espírito”, resumem os analistas da Interbrand. Com sua legião de fãs fervorosos, o atual CEO Tim Cook tem o desafio de sustentar, ao lado de sua equipe, o forte legado do fundador Steve Jobs.

 

5. Amazon

Valorização em relação a 2012: 27%
Valor de marca: US$ 23,620 bilhões

Com o compromisso de melhorar continuamente a experiência dos consumidores, a Amazon tem sido bem sucedida na meta de diferenciar-se das rivais. A empresa terminou 2012 com uma venda estimada de 3,5 bilhões de itens, e neste ano investiu em expandir seu alcance para uma audiência ainda maior, diversificando sua oferta em itens de luxo, games sociais e música digital. O período foi marcado também pela aquisição da Goodreads, rede social de recomendação de livros.

 

6. Porsche

Valorização em relação a 2012: 26%
Valor de marca: US$ 6,471 bilhões

Ícone automotivo na mente de admiradores, a marca segue reverenciada pelo design e pelo calibre dos carros de corrida que constrói. Ao mesmo tempo, a empresa provou ser capaz de ampliar sua presença, expandindo-se em lançamentos populares como o Cayenne, o Panamera e o novo Macan, destacam os analistas. Puristas protestaram ante a diversificação, mas o faturamento recorde provou-se silenciador.

 

7. Cartier

Valorização em relação a 2012: 26%
Valor de marca: US$ 6,897 bilhões,

Equilibrando uma força histórica com visão para o futuro, a Cartier permanece como a casa de luxo que é “conhecida por muitos, de propriedade de poucos, e sonho para todos”, destaca a Interbrand. A assinatura de grandes campanhas, como visualmente rica e detalhada “L’Odyssée de Cartier”, mostra que o marketing da grife é talhado com os mesmos princípios com que ela elabora uma joia ou relógio de luxo.

 

8. Nissan

Valorização em relação a 2012: 25%
Valor de marca: US$ 6,203 bilhões

Com metas mundiais agressivas, a Nissan não perdeu tempo e protagonizou uma performance impressionante em diferentes países. Nos Estados Unidos, a marca dobrou sua fatia de mercado, alcançando 10% de todas as vendas em 2013. Os resultados refletem um investimento inteligente em publicidade, e, nas campanhas, a marca busca reforçar a inovação como um dos pilares que a sustenta.

 

9. Hermès

Valorização em relação a 2012: 23%
Valor de marca: US$ 7,616 bilhões

Famosa por assinar produtos como seus lenços icônicos e as bolsas Birkin e Kelly, a casa Hermès é uma marca de luxo duradoura por sua habilidade e elegância em contar histórias. A grife alcançou resultados financeiros recentes notáveis​​, com um salto 26,4 por cento no lucro do primeiro trimestre do ano, destaca a Interbrand.

 

10. Hyundai

Valorização em relação a 2012: 20%
Valor de marca: US$ 9,004 bilhões

Com a fama de construir veículos com estilo, design e desempenho, a marca Hyundai continua a fortalecer sua imagem e coletar fãs leais, ressalta a consultoria Interbrand. A marca não vem apenas trabalhando duro para manter os clientes, investindo em lançamentos como o grande sucesso nacional HB20, que vendeu 10.067 unidades em novembro de 2013 no país.

 

11. Samsung

Valorização em relação a 2012: 20%
Valor de marca: US$ 39,610 bilhões

A Samsung tornou-se líder mundial na categoria de celulares, superando a Apple em vendas de smartphones, e faturando 5,2 bilhões de dólares em aparelhos no segundo trimestre. A coreana chegou ao topo à bordo de um orçamento publicitário astronômico de 4 bilhões de dólares em 2012, e segue investindo em embaixadores talhados para seu público de millenials, como Jay Z, Usher e LeBron James.

 

12. eBay

Valorização em relação a 2012: 20%
Valor de marca: US$ 13,162 bilhões

O eBay já deixou de ser apenas uma empresa de comércio eletrônico. O lançamento de uma nova identidade visual reforçou a ofensiva da marca para sair de seu espaço tradicional, destaca a Interbrand. O ano também foi marcado por sua chegada ao Brasil: o site fechou contrato com cinco estilistas brasileiros para promover a estreia no país durante o São Paulo Fashion Week.

 

13. Volkswagen

Valorização em relação a 2012: 20%
Valor de marca: US$ 11,120 bilhões

O tradicional “Carro do Povo” continua a estabelecer claramente seu valor para o cliente: a acessibilidade, confiabilidade e engenharia alemã. “Como resultado de sua campanha de comunicação de sucesso e de longa duração (ainda que sempre atualizada), a marca esculpiu um nicho único e ganhou a lealdade de milhões de pessoas”, destaca a consultoria.

 

14. Burberry

Valorização em relação a 2012: 20%
Valor de marca: US$ 5,189 bilhões

Em 2013, a grife investiu na expansão da sua presença de varejo, com uma cascata de aberturas lojas em Londres, Chicago, Hong Kong, e Milão – e mais 25 lojas previsto para estrear em 2014. “A marca persiste fortalecendo seu posicionamento como líder de luxo global”, pontua a Interbrand. A grife também chamou atenção pela grande presença digital, ganhando a alcunha de “mais conectada entre as casas de luxo”.

 

15. Toyota

Valorização em relação a 2012: 16%
Valor de marca: US$ 35,346 bilhões

Líder mundial na fabricação de veículos híbridos, a Toyota mudou seu slogan para “Let’s Go Places” no fim de 2012. O convite à aventura expresso no novo tema reforça a ideia de alegria, inovação e descoberta que a empresa quer ter como assinatura. O ano de 2013 terminou ainda com uma forte recuperação do desempenho de vendas nos Estados Unidos, destaca a Interbrand.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*