Notícias

Bolsa de Tóquio tem forte queda por temores sobre a economia dos EUA

O índice Nikkei teve a maior perda em número de pontos desde 14 de janeiro.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio recuou mais de 1% nesta quinta-feira (26), com o Nikkei sofrendo sua maior queda de pontos em mais de dois meses, refletindo uma grande aversão ao risco diante de temores quanto ao crescimento econômico dos Estados Unidos e as implicações que poderá acarretar ao mercado acionário japonês, considerado “sobreprecificado” na avaliação de muitos analistas.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, declinou 275,08 pontos, baixa de 1,39% ante o fechamento anterior, encerrando aos 19.471,12 pontos, marcando a maior perda em número de pontos desde 14 de janeiro.

Já o indicador Topix, que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, caiu 23,19 pontos, recuo de 1,46% ante o fechamento de quarta-feira, encerrando o dia aos 1.568,82 pontos.

As preocupações nos Estados Unidos, que levaram a baixas acentuadas em Wall Street, foram causadas por um sinal de piora no consumo. As encomendas de bens duráveis caíram 1,4% em fevereiro em comparação com janeiro. A queda surpreendeu, uma vez que os economistas previam avanço de 0,2%.

“Considerando a longa duração da atual expansão econômica dos EUA, ela pode finalmente estar chegando a um ponto de viragem, em que os dados começam a piorar, como é o caso de tais ciclos”, disse Daisuke Uno, estrategista da Sumitomo Mitsui Banking Corp.

A incerteza, no entanto, torna mais improvável que um aumento das taxas de juros dos EUA seja feito em breve, acrescentou. Em geral, as baixas taxas de juros do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) tendem a ser positivas para as ações, pois permite maior liquidez no sistema. “As taxas de crescimento de lucro das empresas dos EUA estão magras e abrem caminho para uma maior pressão de deterioração para os preços das ações”, destacou o estrategista.

Entre os grandes “decliners” de hoje em Tóquio, o destaque ficou por conta do setor de transporte, incluindo de companhias aéreas, enquanto os papeis de empresas ligas aos setores de energia e de mineração foram os únicos ganhadores.

(Com informações das Agências Estado e Kyodo)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*