Notícias

Bolsa de Tóquio salta 1,24% e rompe marca histórica de 22 mil pontos

Foto: Nikkei

A bolsa na capital japonesa encerrou a semana com ganhos acumulados em quase 3%.

A bolsa de Valores de Tóquio fechou em alta de mais de 1% nesta sexta-feira (27), ultrapassando a marca dos 22 mil pontos pela primeira vez em 21 anos e quatro meses, influenciada por balanços positivos de empresas no Japão e pelo avanço do dólar sobre o iene, o que aumentou a atratividade de ações de exportadoras negociadas na capital japonesa.

Ao término das negociações em Tóquio, o índice Nikkei, que reúne as ações mais negociadas na capital japonesa, registrava alta de 1,24%, aos 22.008,45 pontos. É o maior ganho percentual em mais de um mês e o patamar de fechamento mais elevado desde julho de 1996.

Como resultado, o índice Nikkei acumulou valorização de 2,57% na semana. Trata-se da sétima semana consecutiva de ganhos, maior sequência em mais de dois anos.

O Nikkei foi favorecido, em grande parte, pelo desempenho do iene, que enfraqueceu frente ao dólar durante a madrugada e impulsionou atratividade por papeis de companhias japonesas exportadoras.

O índice também foi favorecido por excelentes resultados de balanços financeiros de algumas grandes empresas no país, bem como pelo avanço no rendimento de bônus do governo japonês (JBS) durante a madrugada.

O setor bancário foi destaque positivo em Tóquio, com alta de cerca de 2,5%, à medida que o juro do JGB de 10 anos subiu meio ponto-base, a 0,07%.

O melhor desempenho do último pregão da semana em Tóquio veio das ações da Fuji Electric que saltaram 14,58%. Outras empresas que se destacaram foram a Advantest (+6,52%) e a Kyowa Hakko Kirin (+6,14%).

Por outro lado, as empresas Fujitsu (-6,77%), Nisshin Steel Holdings (-5,51%) e Nippon Light Metal Holdings (-3,49%).foram as sofreram as piores perdas nesta última sessão da semana em Tóquio.

A bolsa japonesa vem atravessando seu melhor momento em mais de duas décadas. Na semana, o Nikkei atingiu 16 sessões consecutivas de ganhos, um feito nunca antes alcançado desde que a bolsa em Tóquio iniciou o índice, em 1950.

A incrível sequência positiva, no entanto, foi interrompida na quarta-feira (25), com investidores aproveitando a boa fase do índice para realização de lucros.

Porém, o índice retomou a trajetória de ganhos na sessão seguinte, para fechar nesta sexta-feira em seu maior patamar em mais de duas décadas.

O desempenho de hoje levaram estrategistas a melhorarem suas estimativas quanto ao mês em que o Nikkei romperá a máxima de 22.666, alcançada em meados de 1996. Agora, eles acreditam que o índice romperá essa máxima ainda em novembro e chegará aos 23 mil pontos no final do mês ou em dezembro.

“Um dos fatores subjacentes [para o bom desempenho do mercado japonês] é que a economia mundial está estável”, comentou recentemente Takashi Hiroki, estrategista-chefe da corretora Monex Securities,

O estrategista estima que o Nikkei manterá a tendência de valorização, impulsionado pelo setor corporativo japonês, que vem exibindo lucros maiores, e pela economia do Japão, que tem dado sinais positivos de crescimento.

Do Mundo-Nipo
Fontes: Estadão Conteúdo | Agência IN | Nikkei Asian.

» Veja os fechamentos anteriores da Bolsa de Valores de Tóquio

Comentários