Notícias

Bolsa de Tóquio sobe com expectativa de balanços positivos de empresas

A bolsa japonesa foi impulsionada por notícias de que empresas japonesas deverão reportar fortes ganhos trimestrais.

Do Mundo-Nipo com Agências

A Bolsa de Valores de Tóquio fechou em leve alta nesta quarta-feira (28), recuperando-se das perdas iniciais em meio ao crescente otimismo sobre o desempenho das empresas japonesas.

O Nikkei 225, índice que reúne as empresas mais negociadas da bolsa japonesa, avançou 27,43 pontos, alta de 0,15% ante o fechamento anterior, encerrando aos 17.795,73 pontos, maior valor de fechamento desde o dia 26 de dezembro. Além disso, é o quarto avanço em cinco sessões, o que leva o índice a acumular valorização de quase 3,0% no período.

Já o Topix, indicador que agrupa os valores da primeira seção em Tóquio, subiu 3,54 pontos, alta de 0,25% em relação ao fechamento anterior, terminando as negociações de hoje aos 1.429,92 pontos.

O volume das transações na sessão principal melhorou, totalizando 2.312,64 bilhões de ações negociadas contra 2.186.81 bilhões de ações na sessão anterior.

A bolsa japonesa começou com perdas logo no início das negociações, influenciada pela queda em Wall Street depois de empresas norte-americanas, incluindo Microsoft e Caterpillar, apresentar resultados decepcionantes. Influenciou ainda os resultados de encomendas de bens duráveis ​​nos EUA, que caíram inesperadamente em dezembro.

Mas o mercado de Tóquio rapidamente tomou um rumo ascendente após notícias de que empresas japonesas irão relatar fortes ganhos trimestrais no decorrer das próximas semanas.

“Os investidores veem a possibilidade de novos ganhos com os relatórios de lucros”, disse Takashi Hiroki, estrategista-chefe da Monex Inc. Hiroshi acredita também que os ânimos entres os investidores melhoraram, já que “os eventos de risco no exterior passaram e os preços do petróleo parecem ter encontrado um piso”.

Entre empresas aéreas favorecidas pela forte queda verificada nos preços do petróleo desde meados do ano passado, a JAL subiu 2,7%, enquanto a ANA ganhou 3,3%.

A Sony também ajudou a sustentar a bolsa japonesa, saltando 2,7% após notícias de que a empresa planeja demitir mais 1.000 funcionários na divisão de smartphones, principalmente na Europa e na China.

Por outro lado, exportadores sensíveis a variações cambiais tiveram um dia de perdas. Foi o caso da Daikin Industries (-2.0%), da Tokyo Electron (-1,9%) e da Honda Motor (-1,6%).

A Sumitomo Mitsui Financial Group também fez pressão de baixa, com queda de 2,1%, após anunciar uma pequena queda anual no lucro do período de abril a dezembro.

(Com informações das agências Estado e Kyodo)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*