Notícias

Coreia do Norte faz novo lançamento de míssil no Mar do Japão

Foto Arquivo / KCNA

Fontes militares afirmam que o projétil alcançou uma altitude de 4.500 quilômetros.

A Coreia do Norte fez nesta terça-feira (28) um novo lançamento de míssil, segundo confirmaram autoridades da Coreia do Sul e do Japão.

O míssil teria voado por cerca de 50 minutos e caído no Mar do Japão, na Zona Exclusiva Econômica, de acordo com a emissora estatal japonesa NHK. Essa informação sugeriria que o míssil seria um ICBM, de capacidade intercontinental.

Os governos do Japão e dos EUA já tinham antecipado que Pyongyang estaria preparando um teste de míssil para os próximos dias. Este foi o primeiro lançamento norte-coreano desde setembro, quando o regime norte-coreano disparou um míssil que sobrevoou o Japão.

O míssil foi disparado na direção leste da província de Pyongan do Sul, nas proximidades da capital norte-coreana. O governo dos EUA também detectou o lançamento do projétil.

Veja também
» 200 morreram em colapso de túnel após teste nuclear na Coreia do Norte
» Coreia do Norte diz que Japão corre risco de ver “nuvens nucleares”
» Coreia do Norte lança outro míssil sobre o Japão

Uma fonte do governo japonês disse que o país detectou, entre segunda e terça-feira, sinais de rádio sugerindo que a Coreia do Norte estaria preparando outro lançamento de mísseis balísticos. Fontes nos EUA tinham evidências de que os relatos japoneses sobre o monitoramento de sinais seriam precisos.

Os militares sul-coreanos disseram ter conduzido um exercício de disparo de mísseis em resposta à provocação norte-coreana.

A Coreia do Norte desenvolve programas de mísseis e de armas nucleares em um desafio a sanções impostas pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) e não faz segredo sobre seus planos de desenvolver um míssil capaz de atingir a área continental dos Estados Unidos.

Testes balísticos norte-coreanos em 2017
Depois de disparar mísseis a um ritmo de cerca de dois ou três por mês desde abril, os lançamentos de mísseis norte-coreanos sofreram uma pausa depois do lançamento de um míssil que passou pela ilha japonesade Hokkaido, em 15 de setembro.

12 de fevereiro de 2017: teste de um novo míssil balístico, que percorre 500 km antes de cair no Mar do Japão.
6 de março de 2017: Pyongyang lança quatro mísseis balísticos e afirma se tratar de um exercício para atingir bases dos Estados Unidos no Japão.
14 de maio de 2017: Coreia do Norte lança míssil que percorreu 700 km antes de cair no mar do Japão. Os analistas estimam a capacidade do alcance do projétil em 4.500 km.
4 de julho de 2017: Pyongyang dispara um míssil balístico que percorre 930 km antes de cair no mar do Japão. Os analistas estimam seu alcance em até 6.700 km, o que chegaria ao Alasca. O regime norte-coreano declara que se tratou de um teste de míssil balístico intercontinental Hwasong-14.
28 de julho de 2017: Pyongyang lança um míssil com alcance teórico de 10.000 quilômetros, o que significa que poderia atingir os Estados Unidos.
26 de agosto de 2017: disparo de três mísseis balísticos de curto alcance. – 29 de agosto de 2017: Coreia do Norte dispara um míssil que sobrevoa o Japão antes de cair no Pacífico. De acordo com Seul percorreu 2.700 quilômetros a uma altura máxima de 550 km.
3 de setembro de 2017: Coreia do Norte anuncia o teste de uma bomba de hidrogênio capaz de ser montada e transportada em seus mísseis de longo alcance.
15 de setembro de 2017: A Coreia do Norte dispara um míssil balístico que sobrevoa o Japão e cai no Pacífico, a cerca de 3.700 km a leste do ponto de partida.

Do UOL com agências internacionais

» Veja mais notícias sobre o conflito com a Coreia do Norte

Comentários