Notícias

Produção de automóveis no Japão tem primeira queda em 11 meses

A produção doméstica caiu 1,7% em julho.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

A produção doméstica de automóveis no Japão caiu 1,7% em julho na comparação com o mesmo mês do ano anterior, para 894.742 unidades produzidas, o que reflete a primeira queda em 11 meses de altas consecutivas, informou nesta sexta-feira (29) a Japan Automobile Manufacturers Association (JAMA), entidade representante do setor.

A agência atribui o resultado ao aumento do importo sobre o consumo em abril, já que a alta das exportações registradas no mesmo mês não foi forte o suficiente para compensar a espremida demanda doméstica no setor.

Por tipo de veículo, a produção de carros de passeio no sétimo mês do ano recuou 2,4%, para 757.523 unidades. Já a produção de caminhões cresceu 1,1%, para 123.154 unidades, enquanto a produção de ônibus avançou 13,2%, para 14.065 unidades.

Em relação a produção doméstica combinada das oito grandes montadoras japonesas, o número atingiu um total de 842.430 veículos produzidos em julho, queda de 2,2% ante o ano anterior.

Por montadoras, a Nissan cortou a produção em 22,5% após a mudança da fabricação do utilitário esportivo Vampira para o mercado norte-americano. A Mazda também cortou a produção em 5,9%.

Por outro lado, a produção da Honda cresceu 27,9%, refletindo a forte demanda pelo seu carro compacto Fit renovado, enquanto a produção da Fuji Heavy cresceu 16,2%, impulsionada pelo lançamento em junho do seu novo Subaru Levorg, uma station wagon voltada para o mercado japonês, bem como as fortes exportações para a América do Norte.

A Produção no exterior das oito montadoras também incluem a Toyota, Mitsubishi, Suzuki e Daihatsu, que unidas registraram alta de 6,7%, para 1.338.818 veículos produzidos fora do japão durante o mês de julho.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*