Notícias

Mais uma vez, imperador do Japão tem febre e agenda cancelada

Imperador Akihito (Foto: Pool/Agência da Casa Imperial)

Causa da febre pode ser reação a uma vacinação antibacteriana, diz Agência da Casa Imperial.

O imperador Akihito, de 83 anos, cancelou sua agenda na segunda-feira (30) após apresentar febre, a segunda em menos de dois meses, informou a Agência da Casa Imperial, supondo que o aumento temporário da temperatura corporal do monarca pode ser uma reação à vacina.

Em razão da febre, Akihito não compareceu a uma cerimônia no Palácio Imperial que foi realizada segunda-feira. Caso semelhante ocorreu em 16 de dezembro, quando o monarca cancelou seus compromissos por conta de febre ocasionada por um resfriado.

Dessa vez, contudo, a causa da febre pode ter sido reação adversa de uma vacinação antibacteriana a que o imperador se submeteu na semana passada, segundo a Casa Imperial.

Por precaução, a participação de Akihito na cerimônia de ontem foi cancelada, bem como alguns compromissos agendados para a semana.

A Casa Imperial indicou que, caso o imperador não melhore no decorrer da semana, o príncipe Naruhito, de 56 anos, filho mais velho de Akihito e herdeiro do trono do Japão, se encarregará da agenda imperial.

A saúde cada vez mais debilitada do imperador só reforça a necessidade dele em abdicar ao trono, uma prática que não é prevista na Constituição japonesa.

O governo do país, no entanto, tem se empenhado para satisfazer o desejo do imperador, algo que já é previsto acontecer em 1º de janeiro de 2019, quando o príncipe Naruhito irá suceder o pai no trono japonês, de acordo com fontes ligadas ao governo e citadas pela imprensa japonesa.

Comentários