Política

Japão enfrentará dificuldades para chegar a acordo sobre direto de autodefesa coletiva

A Constituição deve ser alterada para permitir ao governo exercer o direito à autodefesa coletiva, segundo o argumento do premiê.

Do Mundo-Nipo

Partidos do governo do Japão devem enfrentar algumas dificuldades para chegar a um acordo sobre o exercício do direito de legítima defesa coletiva.

Os partidos devem argumentar sobre a nova interpretação de que a Constituição deve ser alterada para permitir ao governo exercer o direito à autodefesa coletiva.

Os membros do plano de governo do primeiro-ministro Shinzo Abe discutirão o relatório com os seus parceiros de coalizão do partido New Komeito.

Em seguida , eles pretendem mudar a interpretação da lei para permitir o exercício do direito.

Autoridades do governo esperam apresentar um projeto de lei para a dieta este ano, a fim rever a Lei das Forças de Autodefesa e estabelecer requisitos para a utilização do direito.

Eles planejam refletir quaisquer mudanças nas diretrizes da corporação de defesa bilateral com os Estados Unidos. As diretrizes estão programadas para serem revistas até ao final do ano.

No entanto, os membros do New Komeito continuam cautelosos sobre mudar a interpretação da Constituição pacifista, que não permite ao Japão exercer o direito de legítima defesa coletiva.

As informações são da NHK.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*