Política

Aprovação do gabinete japonês cai mais de 4% após mudança da política de defesa

O índice ficou abaixo dos 50% pela primeira vez desde dezembro passado.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

O índice de aprovação ao gabinete do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, caiu 4,3 pontos em uma pesquisa conduzida pela Agência Kyodo, realizada depois que o governo decidiu, na terça-feira (1), permitir que o país exerça o direito de “autodefesa coletiva” e assim poder usar suas forças militares para resolver conflitos internacionais.

 

Milhares de pessoas protestam contra Japão exercer direito de autodefesa coletiva (Foto: Aflo Images)

Na terça-feira (1), em Tóquio, manifestantes pacifistas protestam contra Japão exercer o direito de autodefesa coletiva (Foto: Aflo Images)

 

A pesquisa da kyodo foi conduzida de terça-feira (1) até a noite desta quarta-feira (horário local). O índice de aprovação do gabinete foi de 47,8%, abaixo dos 52,1% na pesquisa conduzida entre os dias 21 e 22 de junho. O índice ficou abaixo dos 50% pela primeira vez desde dezembro passado.

Já o índice de desaprovação foi de 40,6%, chegando ao patamar de 40 por cento pela primeira vez desde que o governo de Abe chegou ao poder em dezembro de 2012.

A recente modificação da Carta Magna, que permite pela primeira vez ao Japão exercer o chamado direito de “autodefesa coletiva”, foi aprovada em meio a fortes protestos, uma histórica modificação de sua Constituição pacifista.

(Com Agência Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*