Política

China contesta consideração do Japão sobre incidente com radar

A China contesta a versão do Japão de que uma embarcação chinesa apontou um radar – usado para guiar mísseis – contra um destróier japonês.

Do Mundo-Nipo

O chanceler Fumio Kishida disse nesta sexta-feira (hora local) que a China contestou a consideração do Japão sobre o incidente do navio chinês que usou um radar contra a embarcação do exército japonês perto das ilhas Senkaku/Diaoyu, no Mar da China Oriental.

 

Mapa Ilhas Senkaku 03 (Imagem: Mundo-Nipo)

Mapa da localização das Ilhas Senkaku / Diaoyu (Imagem: Mundo-Nipo)

 

“Nós respondemos a eles que nunca poderemos aceitar a explicação chinesa que (a consideração japonesa sobre o incidente) não corresponde aos fatos”, disse Kishida a imprensa,  conforme informações da agência Kyodo.

O Ministério da Defesa do Japão está analisando com cuidado o evento ocorrido em 30 de janeiro,  quando uma embarcação chinesa apontou um radar – usado para guiar mísseis – contra um destróier japonês, bem como os outros 11 incidentes de dias anteriores.

Kishida informou que o Ministério da Defesa da China disse a embaixada japonesa em Pequim que o fato revelado pelo Japão não corresponde ao que realmente aconteceu.

 

 

saiba mais


Japão condena China por invasão territorial em torno de ilhas Senkaku


Urgente: Navio da China usa radar contra navio militar japonês perto de ilhas Senkaku


Dois navios chineses invadem águas japonesas em torno de ilhas Senkaku


Japão libera capitão de barco chinês que invadiu águas japonesas


Japão prende capitão de barco chinês por atividades ilegais


Navios da China invadem águas japonesas em torno de ilhas disputadas


Três navios chineses navegaram na zona contígua perto das ilhas disputadas com Japão


Navios da China e Taiwan foram avistados perto das ilhas Senkaku


 

Para saber mais sobre Política, clique em mundo-nipo.com/politica. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe uma resposta