Política

Navios chineses invadem águas do Japão em torno de ilhas sob disputa

Os navios deixaram a área no período da tarde (hora local), após navegá-la durante seis horas.

Do Mundo-Nipo

Três navios de vigilância marítima da China invadiram águas territoriais japonesas em torno das Ilhas Senkaku, no Mar da China Oriental, nesta sexta-feira.

 

Guarda Costeira do Japão (Foto: Pokoroto / Flickr)

Os navios deixaram a área no período da tarde (hora local), após navegá-la durante seis horas. (Foto: Pokoroto / Flickr)

 

De acordo  com informações da agência Kyodo, as três embarcações chinesas foram avistadas em torno das Ilhas Senkaku, conhecidas na China como Diaoyu, em torno das 09h20, conforme divulgou a  11ª Guarda Costeira Regional em Naha, Okinawa.

Os navios deixaram a área no período da tarde (hora local), após navegá-la durante seis horas.

Esta foi a primeira intrusão chinesa desde que o Japão anunciou dia 05 de fevereiro que um navio da China apontou um radar de controle de fogo contra uma embarcação da Força Marítima de Auto-Defesa em 30 de janeiro.

A Guarda Costeira japonesa está monitorando as atividades de navios chineses e exortando-os a permanecerem fora das águas japonesas.

As ilhas sob disputa são administradas pelo Japão, mas reivindicadas pela China e Taiwan.

 

 

saiba mais


Navio chinês é visto em zona contígua perto de ilhas disputadas com Japão


Quatro navios chineses são avistados perto de ilhas Senkaku


Japão considera revelar evidências sobre radar usado por navio chinês


Premiê japonês começa a discutir direito de legítima defesa do exército


China contesta consideração do Japão sobre incidente com radar


Japão condena China por invasão territorial em torno de ilhas Senkaku


 

Para saber mais sobre Política, clique em mundo-nipo.com/politica. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*