Política

Japão e EUA se reúnem para analisar disputa territorial com a China

O Japão procura a compreensão de seu aliado no conflito territorial com a China

Da agência EFE

Tóquio, 15 out (EFE).- O ministro das Relações Exteriores japonês, Koichiro Gemba, e o subsecretário de Estado dos Estados Unidos, William Burns, se reuniram nesta segunda-feira em Tóquio para analisar, entre outros temas, a disputa diplomática que mantém com a China pelo território das ilhas Senkaku/Diaoyu.

“Espero poder ter uma discussão frutífera sobre a relação bilateral entre Japão e EUA, incluídas tanto as medidas de segurança como a situação atual cada vez mais grave na Ásia Oriental”, assegurou Gemba no início de sua reunião com Burns, em declarações publicadas pela agência “Kyodo”.

Com esta reunião, o Japão procura a compreensão de seu aliado no conflito territorial com a China sobre o pequeno arquipélago de ilhas, administradas por Tóquio e cuja soberania é reivindicada por Pequim.

Neste sentido, a reunião acontece depois que a compra de três das ilhas por parte do Japão em setembro disparou o conflito entre ambos os países que, desde então, mantiveram a tensão.

A rarefeita relação diplomática entre os dois países levou a China, inclusive, a cancelar a presença de seu ministro das Finanças e do presidente do Banco Central na assembleia anual do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (BM) realizada na semana passada em Tóquio.

Burns, por sua vez, se mostrou satisfeito por poder ter a oportunidade de reafirmar as importantes relações com seu parceiro japonês, aliado em matéria de segurança.

Em suas conversas, espera-se que tanto Gemba quanto Burns também analisem outros assuntos como as conversas sobre o programa nuclear da Coreia do Norte e temas bilaterais como o início das operações em seu território dos polêmicos aviões militares americanos Osprey. EFE

 

Agência EFE – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem a autorização prévia por escrito da Agência EFE S/A.

Comentários