Política

Shinzo Abe, com maioria absoluta, atribui vitória a um “não” à oposição (Ampliação)

O Partido Liberal-Democrata (PLD) obteve a maioria absoluta nas eleições gerais deste domingo no Japão.

Da agência EFE

(Ampliação)

Tóquio, 16 dez (EFE).- O Partido Liberal-Democrata (PLD) obteve a maioria absoluta nas eleições gerais deste domingo no Japão, segundo a rede de televisão pública “NHK”, um resultado que o líder da legenda, Shinzo Abe, considerou uma rejeição ao Partido Democrático (PD), atualmente no poder.

“Mais que uma vitória, isso é um ‘não’ ao PD por seus três anos e três meses de governo. O povo vai nos qualificar a partir de agora, temos mostrar que mudamos”, disse Abe, líder do partido que governou o Japão por mais de meio século até 2009.

A apuração da “NHK” atribui ao PLD pelo menos 241 das 480 cadeiras da câmara baixa do Parlamento, contra apenas 37 do PD, do primeiro-ministro Yoshihiko Noda.

Abe, em entrevista à imprensa local, ressaltou que suas prioridades serão a recuperação econômica do país e o combate à persistente deflação, como disse na campanha eleitoral. O político também se mostrou aberto a buscar apoios no Parlamento para obter a “supermaioria” de dois terços necessária para promover reformas da Constituição, como a que deseja para dar mais funções às Forças de Autodefesa (Exército).

“Foi uma campanha dura, mas estou satisfeito com este resultado. De todo modo, sou consciente de que o mais difícil começa agora”, afirmou Abe, de 58 anos e que governou o Japão por menos de um ano, entre 2006 e 2007. EFE

 

Agência EFE – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem a autorização prévia por escrito da Agência EFE S/A.

Comentários