Política

Sequestradores ameaçam explodir campo de gás se exército tentar resgate

Os sequestradores advertiram neste sábado que vão atear fogo ao local.

Da agência EFE

Localização da ofensiva na Argélia (Imagem reprodução)

Localização da ofensiva na Argélia (Imagem reprodução)

Nouakchott, 19 jan (EFE).- Os sequestradores que fizeram reféns diversos funcionários de um campo de tratamento de gás no sudeste da Argélia advertiram neste sábado que vão atear fogo ao local, se suicidando e também matando os trabalhadores, se o exército argelino tentar uma nova operação de resgate.

Em ligação telefônica à agência privada de notícias mauritana “Al Akhbar”, o líder dos sequestradores, Abderrahman Neijeri, também conhecido como Abu Dujana, afirmou que ele e os comparsas espalharam explosivos por todas as partes do complexo e a seus próprios corpos, e podem ativá-los a qualquer momento.

Na conversa telefônica, que segundo a agência aconteceu nesta manhã, Abu Dujana explicou que as negociações com os interlocutores oficiais argelinos estão em ponto morto “por sua obstinação”.

“Só lhes restam duas opções: ou reiniciar as negociações ou assinar a sentença de morte dos reféns que estão dentro do complexo”, ameaçou.

De acordo com seu relato, no campo de gás há vinte sequestradores que vigiam sete reféns, de nacionalidades norueguesa, britânica, americana e japonesa. EFE

 

 

saiba mais


Japão e Indonésia condenam sequestro de reféns na Argélia


Statoil anuncia resgate de funcionário durante a madrugada


Exército da Argélia finaliza operação de resgate em campo de gás


Japão insta Argélia a sessar operação militar


 

 

Agência EFE – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem a autorização prévia por escrito da Agência EFE S/A.

Comentários

Deixe de comentário

*