Política

Coreia do Norte planeja novo teste nuclear e ameaça EUA

A Coreia do Norte afirmou que continuará com o lançamento de satélites e mísseis de longo alcance.

Da agência EFE

Seul, 24 jan (EFE).- A Coreia do Norte afirmou nesta quinta-feira que prepara um novo teste nuclear e que continuará com o lançamento de satélites e mísseis de longo alcance, ao tempo que assegurou que essas ações estarão dirigidas contra os Estados Unidos, nação chamada de inimiga.

 

Forças de Auto Defesa do Japão já estão tomando todas as providências, incluindo instalação de mísseis interceptores (Imagem edição de arte Mundo-Nipo)

A Coreia do Norte considerou ilegais e ilegítimas as sanções do Concelho de Segurança da ONU, acusado pelo regime comunista de responder aos interesses dos EUA (Imagem edição de arte Mundo-Nipo)

 

O regime de Pyongyang fez essa advertência através de um comunicado publicado pela agência estatal, a “KCNA”, dois dias depois de o Conselho de Segurança da ONU ter ampliado as sanções contra o país comunista devido a seu recente lançamento de um foguete.

“Não ocultamos o fato de que os satélites e mísseis de longo alcance que seguiremos lançando e o teste nuclear que vamos realizar estarão dirigidos ao nosso inimigo jurado, os Estados Unidos”, assinala o comunicado.

A poderosa Comissão de Defesa da Coreia do Norte, que assinou o comunicado desta quinta-feira, considerou ilegais e ilegítimas as sanções do Conselho de Segurança da ONU, acusado pelo regime comunista de responder aos interesses dos EUA em sua “política anti-Coreia do Norte”.

“Nossos satélites pacíficos seguirão sendo lançados sem interrupção em nossa luta nacional para defender o direito à autodefesa”, indicou o comunicado norte-coreano.

O temor de uma nova ameaça nuclear do regime de Pyongyang aumentou nas últimas semanas na Coreia do Sul, onde os Serviços de Inteligência de Seul detectaram, mediante imagens de satélite, que o país vizinho teria completado os preparativos técnicos para um novo teste deste tipo, segundo a agência local “Yonhap”.

A Coreia do Sul acredita que a nação comunista poderia produzir em questão de dias um teste atômico na mesma base utilizada nos dois anteriores, em 2006 e 2009, que lhe valeram a condenação internacional e sanções da ONU.

A última ameaça da Coreia do Norte coincidiu com a reunião, em Seul, dos enviados dos EUA e da Coreia do Sul para as estagnadas negociações sobre a desnuclearização norte-coreana, a fim de debater medidas de acompanhamento após a recente resolução do Conselho de Segurança da ONU.

Após o encontro, o representante americano, Glyn Davies, instou a Coreia do Norte a não realizar um novo teste nuclear e a melhorar suas relações com a comunidade internacional. EFE

 

Veja mais notícias sobre Política em mundo-nipo.com/politica. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 

Agência EFE – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem a autorização prévia por escrito da Agência EFE S/A.

Comentários

Deixe de comentário

*