Política

Coreia do Norte critica primeiro-ministro do Japão

A Coreia do Norte disse que a visita de ministros ao Santuário Yasukuni é um “insulto intolerável e um desafio arbitrário”.

Do Mundo-Nipo

Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão (Foto: Aflo Images)

Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão (Foto: Aflo Images)

A mídia estatal norte-coreana criticou o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, pelas oferendas prestadas e visitas por membros do gabinete ao Santuário Yasukuni, afirmando que tais atos são um “insulto intolerável e um desafio arbitrário” para Coréia do Norte e países asiáticos.

O comentário feito pela rede televisiva KCNA marca a primeira resposta do governo norte-coreano sobre a visita ao santuário pelos ministros e a oferenda aos militares mortos feita por Abe.

A Coreia do Norte chamou o Santuário Yasukuni de “símbolo de agressão e massacre” e disse que as ações do premiê e ministros demonstram “a intenção de malvada do Gabinete de Abe para fazer as raízes da militarização atingido invariavelmente e mais profundamente em todos os tecidos da sociedade”.

O primeiro-ministro japonês declarou nesta quarta-feira que não existe problemas em visitar o santuário e que os ministros “não cederão a qualquer tipo de intimidação”.

 

Para saber mais sobre Política, clique em mundo-nipo.com/politica. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*