Política

Japão pede apoio de Trinidad e Tobago na eleição do Conselho da ONU

Shinzo Abe solicitou à líder do país que apoie o Japão na eleição para membros do Conselho de Segurança.

Do Mundo-Nipo

Shinzo Abe em Trinidad e Tobago (Imagem: Reprodução/NHK)

Kamla Persad-Bissessar concordou em apoiar o Japão junto ao conselho (Imagem: Reprodução/NHK)

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, solicitou à líder de Trinidad e Tobago apoio ao Japão na eleição do ano que vem para escolha de membros “não-permanentes” do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), informou nesta segunda-feira (28) a emissora pública ‘NHK’.

O premiê japonês se encontra em Trinidad e Tobago em sua segunda escala por cinco países da América Latina. Antes disso, Abe esteve no México. Abe se encontrará ainda com líderes de Colômbia, Chile e Brasil. A viagem de Abe visa promover as exportações de infra-estrutura e fortalecer os laços nas áreas de recursos e desenvolvimento de energia com esses países.

Abe chegou a Trinidad e Tobago no domingo (27), para participar da primeira reunião de cúpula dos líderes da Comunidade do Caribe, uma organização que conta com 14 membros da região. Antes da reunião de cúpula, o líder da terceira maior economia do mundo manteve conversações em separado com os líderes de Trinidad e Tobago, Antígua e Barbuda e Jamaica.

Em sua reunião com a premiê de Trinidad e Tobago, Kamla Persad-Bissessar, Abe disse que os dois países compartilham de valores universais como por exemplo, a prevalência da lei.

O primeiro-ministro japonês enfatizou que o Japão e os países do Caribe são nações marítimas e manifestou seu desejo de fortalecer os laços com a região. Abe também pediu apoio em situações que lidam com questões da comunidade internacional, incluindo a reforma do Conselho de Segurança da ONU.

Kamla concordou em apoiar o Japão junto ao conselho e manifestou expectativas de receber mais investimentos de companhias japonesas em seu país.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe um comentário