Guia Cultural

16º Festival do Japão: Agricultura Natural da Korin

O legado do japonês Mokiti Okada, criador da Agricultura Natural da Korin estará presente no Festival do Japão.

O legado do japonês Mokiti Okada, criador da Agricultura Natural da Korin estará presente no Festival do Japão que começa nesta sexta-feira, 19/07, na capital paulista.

A filosofia que é pioneira na produção de orgânicos da colonia japonesa no Brasil, participa representando a alimentação saudável entre as atividades gratuitas de música, dança, aula de ikebana, shodo e outras.

(Imagem: divulgação)

(Imagem: divulgação)

São Paulo, 16 de julho de 2013 – Uma viagem histórica e cultural ao Japão na cidade de São Paulo. Assim será o maior evento da cultura japonesa na América Latina, o 16º Festival do Japão que começa nesta sexta-feira, dia 19 e vai até o domingo, 21/07, no Centro de Exposições Imigrantes. Com o tema “Tecnologia e Modernidade” – o Japão está entre as nações líderes mundiais em tecnologia, pesquisa e medicina e é a terceira maior economia do mundo – o evento estima reunir um público de 190 mil pessoas que poderão participar de atividades da cultura japonesa como origami (dobraduras), kirigami (origami arquitetônico), shodo (caligrafia japonesa), ikebana (técnica de arranjo floral), sumiê (desenho com tinta sumi, à base de carvão), entre outras artes e apresentações de talentos renomados da colônia nipônica.

A korin (significa anéis de luz, em japonês) que está entre as líderes na produção de orgânicos e de alimentos saudáveis do Brasil, e oferece aos consumidores brasileiros frangos, ovos, legumes, verduras e produtos de mercearia, participa das comemorações da colônia. “O evento celebra o aniversário da imigração japonesa no Brasil ao qual completamos 105 anos neste ano, e participamos com enorme orgulho dessa reunião dos descendentes dos japoneses que estão em solo brasileiro”, diz Reginaldo Morikawa, que é neto de japoneses, e diretor geral da Korin Agropecuária.

 

O japonês Mokiti Okada e a Agricultura Natural

O filósofo e  espiritualista Mokiti Okada nasceu no Japão, ao leste de Tóquio em 1882 e viveu até 1955. Deixou imenso legado e estudos sobre diversas áreas do conhecimento humano como política, medicina, agricultura, educação, filosofia, economia e religião. Deixou para a humanidade três grandes obras como protótipos do mundo ideal nas cidades de Hakone, Atami e Kyoto, no Japão, e dois museus de arte localizados nas cidades de Atami e Hakone, conceituados internacionalmente. Ainda, dos arranjos florais que ele mesmo fazia, nasceu o estilo Ikebana Sanguetsu, divulgado pela Fundação que leva o seu nome.

Mokiti Okada  alertou para a necessidade de uma avaliação cuidadosa sobre os “bons resultados” obtidos pelo uso indiscriminado de agrotóxicos, que têm caráter passageiro e acarretam graves consequências ao meio ambiente. Ele liderou o movimento da Agricultura Natural no Oriente. É na teoria deste filósofo japonês que está baseado o modelo produtivo da Korin Agropecuária. A empresa produz alimentos nos moldes da Agricultura Natural de Mokiti Okada, sem agrotóxicos, aonde resgatar a pureza do solo e dos alimentos, preservar a diversidade e o equilíbrio biológico e contribuir para a elevação da qualidade da vida humana, são preceitos fundamentais.

Desde aquele tempo, Okada já alertava a população sobre a impregnação de resíduos químicos nos alimentos, a alteração do verdadeiro sabor dos mesmos, o comprometimento da saúde do lavrador, que manipula tais produtos, e do consumidor, além da contaminação de mananciais, leitos de rios, lençóis freáticos, enfim da ampla degradação ambiental que afeta toda a cadeia alimentar. A Agricultura Natural busca o equilíbrio das propriedades do solo, da planta, do animal e do meio ambiente. No evento, a empresa preparou brindes especiais sobre os preceitos da Alimentação Natural de Mokiti Okada para prestigiar os participantes.

 

Método Korin

Uma das maiores fabricantes brasileiras de alimentos livres de químicos e cultivados de acordo com as mais rígidas regras de proteção ambiental e animal, a Korin segue a preocupação dos japoneses com uma dieta saudável, que alia sabor à prevenção de doenças. A preocupação japonesa com a saúde fez com que o país se  tornasse o campeão mundial em longevidade – facilmente ultrapassam os 90 anos e com uma aparência bem jovial.

Com os seus números e histórico, a Korin comprova que é possível produzir em escala e com sustentabilidade. Criada em 1994, a empresa possui um vasto portfólio, onde constam arroz orgânico, café orgânico, linha de vegetais processados e congelados, mel orgânico e sopa instantânea, sendopioneira em diversas áreas. Foi uma das primeiras a lançar no mercado verduras, legumes e frutas cultivadas sem adubos químicos e agrotóxicos, assim como na criação do frango livre de antibióticos e promotores artificiais de crescimento e ainda hoje é a única a oferecer esta alternativa no mercado nacional. Também foi a primeira a produzir ovos a partir de galinhas criadas soltas, com alimentação totalmente vegetal e livre de antibióticos.

Anualmente, a Korin coloca nas gôndolas dos supermercados brasileiros aproximadamente 6 mil toneladas de carne de frango e 10,8 milhões de ovos por ano. Todos livres de antibióticos e resultado de aves bem tratadas e criadas livremente, longe dos confinamentos comuns das empresas que utilizam modelos tradicionais. Além disso, são alimentadas com ração preparada a partir de extratos naturais de plantas, como orégano, canela, eucalipto e limão. Nos mesmos moldes de produção do seu carro-chefe, o frango, a empresa lançará neste mês a carne bovina natural. Ela será proveniente de gado depastagens nativas  da região do Pantanal (MS), que convive em harmonia com a fauna e a flora regional, segundo Morikawa. Os bezerros permanecem com as matrizes até atingir a fase de desmama e são tratados somente com medicamentos homeopáticos e fitoterápicos.

“O bem-estar dos animais reflete diretamente seu nível de estresse. Este, por sua vez, vincula-se à habilidade deste animal em fazer frente às doenças que tenha a possibilidade de contrair. Desta maneira, percebemos de forma imediata que animais sadios são um requisito básico para que tenhamos alimentos de origem animal adequados, seguros e que contribuam para o incremento da nossa saúde”, explica o executivo. Esse modelo é aplicado tanto nas culturas e criações próprias da Korin como nas dos fabricantes que são seus parceiros.

O uso de antibióticos para a engorda de animais vem sendo condenado  e proibido em vários países, como Austrália, Suécia e Noruega. Este último país, inclusive, nunca chegou a permitir a aplicação desses produtos. Diversos estudos apontam que esse uso desenfreado tem colaborado substancialmente para uma maior exposição dos seres humanos a bactérias resistentes aos antibióticos e à diminuição da eficácia dos tratamentos medicamentosos, o que tem levado milhares de pessoas à morte. Tanto que a União Européia já baniu a utilização dos melhoradores de desempenho em animais criados para o abate. No entanto, estes produtos ainda são aplicados no Brasil, principalmente na criação de aves e suínos. Segundo estimativas dos especialistas, mais de 50% dos antibióticos produzidos mundialmente são consumidos pela indústria pecuária.

 

Agenda:

A Korin Agropecuária está no  Pavilhão 1, estande 54

 

16º Festival do Japão
Data: 19, 20 e 21 de julho de 2013
19/07 – 12 às 21 horas
20/07 – 10 às 21 horas
21/07 – 10 às 18 horas

Local: Centro de Exposições Imigrantes
Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo

 

 

Contatos:
Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil – KENREN
Rua São Joaquim, 381 – 5º andar – Liberdade – São Paulo – SP – CEP: 01508-090
Tel: (11) 3277-6108 / 3277-8569

 

Site: www.festivaldojapao.com
E-mail: secretaria@festivaldojapao.com
FACEBOOK: www.facebook.com/festivaldojapao
TWITTER: @festivaldojapao
YOUTUBE: www.youtube.com/festivaldojapao

 

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas no site oficial do Festival do Japão.

 

Para saber mais sobre programação de Palestras e Eventos Cultural, clique em mundo-nipo.com/servicos/guia-cultural. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


• O Mundo-Nipo não assume qualquer responsabilidade pelo material (programação), que são fornecidos pela organização do evento.

Comentários

Deixe uma resposta