Guia Cultural

IMIN NÔ: III ENCONTRO DE NÔ GAKU

A Fundação Japão apoia a presentação de Nô, uma arte cênica que integra música, dança e atuação, fundada por Zeami há 600 anos no Japão. Entrada gratuíta.

Cartaz do IMIN NÔ – III ENCONTRO DE NÔ GAKU (Imagem: FJSP)

Cartaz do IMIN NÔ – III ENCONTRO DE NÔ GAKU (Imagem: FJSP)

No dia 4 de junho será realizado o IMIN NÔ – III ENCONTRO DE NÔ GAKU – OUTONO no Tucarena – PUC/SP. Nô é uma arte cênica que integra música, dança e atuação, fundada por Zeami há 600 anos no Japão. Foi trazida pelos imigrantes japoneses para o Brasil e atualmente conta com a participação de brasileiros. Este encontro reunirá quatro escolas: Kanze, Hosho, Kongo e Kita, que apresentarão juntas, pela primeira vez no Brasil, a peça Funabenkei. Além desta peça serão apresentados trechos em estilos diferentes das seguintes peças: GEKYUDEN (TSURU KAME), SAKURA GAWA, MOMIJIGARI, ATSUMORI, KOGOH e SHOJYO.

Funabenkei será a peça principal apresentada em duas partes com um interlúdio, reunindo os artistas de todas as escolas. Na primeira parte – Tristeza de Shizuka – Yoshitsune e Yoritomo, os irmãos líderes do clã Genji, acabam de ganhar a guerra contra o clã Heike. Por conta de um boato mentiroso, Yoritomo acredita que seu irmão o esteja traindo. Por isso Yoshitsune foge numa viagem perigosa que o obriga a separar-se de Shizuka, sua mulher. Na segunda parte – Luta contra o fantasma – durante sua viagem marítima, Yoshitsune é atacado pelo fantasma de Taira no Tomomori, samurai da família Heike morto pelo próprio Yoshitsune. Ao final, o fantasma vencido desaparece no branco das espumas das ondas. O interlúdio é o Ai Kyogen, a história de Funabenkei em português, num texto criado especialmente para ocasião desta apresentação pelos artistas do IMIN NÔ. Funa(ne) significa barco e Benkei é um monge e subordinado de Yoshitsune que liderou a viagem pelo mar poderosamente.

No Japão existem cinco escolas de nô: Kanze, Komparu, Hosho, Kongo e Kita. A Kanze, a Komparu, a Hosho e a Kongo foram fundadas no século 14 e a Kita no início do século 17. No Brasil, as escolas deram origem a grupos: Houyou Kai, da escola Kanze com 73 anos de atividade; Brasil Hosho Kai, da escola Hosho com 22 anos de atividade; Shouyou Kai, da escola Kita com 5 anos de atividade. Desde junho de 2012, esses três grupos se reúnem para apresentações de outono e primavera com trechos de peças de Teatro Nô, e desta vez a escola Kongo também participa do encontro, numa reunião que seria rara no Japão.

 

Fundacao Japão - Luciana Beloli (Foto: FJSP)

Fundacao Japão – Luciana Beloli (Foto fornecida pela FJSP)

 

Esta tradicional arte japonesa vem sendo realizada em solo brasileiro há algumas décadas, porém, na maioria das vezes, restrito a uma geração que agora compartilha seu conhecimento com jovens artistas num diálogo intercultural, dando assim um aspecto singular às peças que serão apresentadas. O nome IMIN NÔ criado por Jun Ogasawara qualifica esta singularidade, em suas palavras: “nô de imigrantes, por imigrantes e para imigrantes”. E que agora pode ser visto por um público mais amplo através destas apresentações. Como, de certa forma, todos somos imigrantes, este é também um encontro-reencontro com a singularidade que nos universaliza.

 

Fundação Japão: Apresentação de Imin Nô (Foto: FJSP)

Fundação Japão: Apresentação de Imin Nô (Foto fornecido pela FJSP)

 

Essa apresentação será um marco para a consolidação da Associação Brasileira de Nô Gaku que tem como objetivo dar continuidade à pesquisa e apresentações de peças clássicas, difundir e criar público para apreciação do Teatro Nô no Brasil.

 

Ficha Técnica

Shite (Shizuka e Taira no Tomomori): Toshi Tanaka
Waki (Musashibou Benkei): Yasuyoshi Takeshita
Waki Tsure (Subordinado do Waki): Célio Amino
Kogata (Minamoto no Yoshitsune): Beatriz Sano

Outsuzumi (Tambor Grande): Shigeru Matsumoto
Kotsuzumi (Tambor Pequeno): Hiroko Yamaguchi
Fue (Flauta): Masakuni Yamaguchi

Ji Utai (Coro Fundamental):

Hideyo Isoda
Kenjiro Ikoma
Kimiko Nagata
Konami Fujimoto
Masahiro Miyazaki
Michiko Tanaka
Yasuko Tanaka
Yoji Tsuruta

Ai Kyogen (Interlúdio Cômico):

Andreia Yonashiro
Angélica Figuera
Fernanda Mascarenhas
Luciana Beloli

Kouken (Direção e Assistente):

Jun Ogasawara
Roger Muniz

Apresentadora: Angela Nagai

Tradução de Texto: Flavio Caputo

Medidor do Bate-papo: Cassiano Quilici

Vídeo: André Menezes

 

Agradecimentos

Madalena Nishimura, Ciça Ohno, Osamu Kobayakawa, Noriko Onozato, Masanori Sasaki, Yoko Muronoi, Shintai Kyoiku Kenkyujyo, Keijirou, Chiriro Ikoma, familia Tanaka, Luciana Fujii, Mavutsinim Plaça Santana e Juliano Vendemiatti

 

Serviço

ENTRADA GRATUITA

IMIN NÔ – III Encontro de Nô Gaku – Outono

Data: 4 de junho às 16hs
Local: Tucarena – PUC/SP
Endereço: entrada pela Rua Bartira, esquina com a Rua Monte Alegre, 1024 – São Paulo
Mais informações pelo telefone: 99318-3072

 

Realização
Comitê Executivo IMIN NÔ

 

Apoio
• Fundação Japão em São Paulo
• TUCA
Programa Municipal de Fomento Dança – Prefeitura de São Paulo
Associação Brasileira de Nô Gaku

 

 


FJSP - logo


Fundação Japão em São Paulo

Tel.: (11) 3141-0110 / 3141-0843
Email: info@fjsp.org.br
Site: www.fjsp.org.br

Assessoria de imprensa:
Erico Marmiroli
Tel.: (11) 9 9372-7774 / 3205-0656
E-mail: erico.marmiroli@gmail.com

 

Para saber mais sobre programação de Palestras Cursos e Eventos Culturais, clique em mundo-nipo.com/servicos/guia-cultural. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


• O Mundo-Nipo não assume qualquer responsabilidade pelo material (textos e foto/imagem), que são fornecidos pelo FJSP e publicados na íntegra pelo Portal Mundo-Nipo

Comentários

Deixe de comentário

*