Sociedade

Adolescentes se suicidam em duas prefeituras japonesas

Uma adolescente se jogou de um prédio em Aichi e um menino de 13 anos pulou de um prédio em Tóquio.

Do Mundo-Nipo com Agências

Um dia antes do reinício das aulas após as férias escolares do verão japonês, dois adolescentes cometeram suicídio em diferentes localidades do Japão. Segundo o jornal “The Asahi Shimbun”, uma aluna do 2º ano se jogou do 12º andar do prédio onde morava, na cidade de Anjo, província de Aichi, enquanto um menino de 13 anos, residente em Tóquio, também teria pulado do onde residia – ambos os casos aconteceram no último domingo.

De acordo com a publicação, a jovem residente em Aichi foi encontrada com o pescoço fraturado na noite de domingo, caída nos arredores do prédio onde residia. A polícia acredita que ela tenha se jogado pela janela de seu apartamento, no 12º andar.

A adolescente, que morava com os pais e uma irmã, deixou escrito em um caderno, ou agenda, que tinha problemas na escola, informou a polícia sem dar mais detalhes.

A escola onde a menina estudava informou que ela participou normalmente das atividades extracurriculares durante as férias e afirmou que nunca recebeu queixas de maus-tratos à alunos por parte dos professores, bem como não há relatos na escola sobre bullying, que no Japão é conhecido por “ijime”.

Outro caso semelhante aconteceu na mesma noite, mas em Tóquio, onde um menino de 13 anos também teria pulado de um prédio. A morte foi confirmada no hospital.

Segundo relatou a mãe, o menino saiu de casa para fazer compras, por volta das 18h30 de domingo, e não voltou mais. A polícia disse que imagens da câmera de segurança do elevador do prédio mostraram a criança subindo sozinha até o 10º andar, de onde a polícia supõe que ele teria pulado. Ele morava nos andares mais baixos.

A família disse que o menino nunca demonstrou sinais de estar com algum problema. A polícia está investigando os dois casos como aparente suicídio.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários