Sociedade

Japão e Brasil estão entre os 10 países com o maior número de suicídios, diz a OMS

Um relatório divulgado hoje pela OMS revela que uma pessoa se suicida a cada 40 segundos em todo o mundo.

Do Mundo-Nipo

Pela primeira vez em mais de 50 anos de história, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um levantamento global sobre suicídio. De acordo com o relatório, publicando nesta quinta-feira (4), mais de 800 mil pessoas cometem suicídio por ano no mundo, ou seja, cerca de uma pessoa tira a própria vida a cada 40 segundos, uma cifra maior que as vítimas de guerra ou de catástrofes naturais.

“Estes números são inaceitáveis porque o suicídio pode ser evitado por uma política de prevenção”, declara Shekar Saxena, diretor de Saúde Mental da OMS, ao apresentar o relatório à imprensa nesta quinta-feira.

O primeiro relatório da OMS sobre prevenção do suicídio revela que essa trite realidade acontece em todo o mundo e em quase todas as idades. Globalmente, as taxas são maiores nas pessoas acima de 70 anos, mas, em alguns países, as maiores taxas estão entre os jovens. No grupo de 15 a 29 anos, o suicídio é a segunda principal causa de morte globalmente.

A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, disse que o relatório era um “pedido por ações para tratar de um grande problema de saúde pública que tem sido envolto em tabu por tempo demais”.

Envenenamento por pesticidas, enforcamento e uso de armas de fogo estão entre os métodos mais comuns de suicídio à nível global, segundo o relatório, e evidências da Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Estados Unidos e Europa mostram que restringir o acesso a estes meios pode ajudar a evitar que as pessoas se matem.

Governos também devem estabelecer planos nacionais de prevenção, disse o relatório, notando que atualmente apenas 29 países reconhecidamente têm tal estratégia.

O relatório descobriu que, em geral, morrem mais homens do que mulheres em suicídios. Em países mais ricos, três vezes mais homens se matam do que mulheres, e homens acima de 50 anos são particularmente vulneráveis.

Em países pobres e de renda média, jovens e mulheres idosas têm maiores taxas de suicídios do que nas nações ricas, segundo o relatório. E mulheres com mais de 70 anos tem o dobro de chance de se suicidarem do que mulheres entre 15 e 29 anos.

“Não interesse onde um país se posiciona na prevenção de suicídios, medidas eficazes podem ser tomadas, mesmo quando começadas em um nível local e em pequenas escala”, disse Alexandra Fleischmann, pesquisadora do departamento de saúde menta e abuso de substâncias da OMS.

A maior taxa de suicídio é no sudeste da Ásia, com índice de 17,7 por 100.000 habitantes, superior à média mundial de 11,4 por 100 mil. Também na Europa a taxa de suicídio (12%) é superior à média global, com 35.000 vítimas relatadas. Seis países europeus estão entre os 20 países mais afetados por este flagelo.

Belarus teve a taxa mais elevada da Europa em 2000 (35,5%). Em 2012, a taxa caiu para 18,3. A Lituânia em 2012 teve uma taxa de 28,2, a Rússia de 19,5, a Hungria de 19,1, a Ucrânia 16,8, a Polônia 16,6, a Letônia 16,2, a Finlândia 14,8, e a Bélgica 14,2.

A Guiana carrega o recorde mundial de suicídios por habitantes, com uma taxa de 44,2, seguida pela Coreia do Norte, com 38,5. Já a taxa de suicídio mais baixa é da Arábia Saudita, com apenas 0,4.

A liderança em termos de números absolutos é da Índia, com mais de 258 mil casos por ano. A China vem em segundo lugar, seguida pelos Estados Unidos. Japão e Brasil também estão entre os dez países com os maiores casos de suicídios no mundo.

Diante dessa realidade, a Organização Mundial de Saúde vai lançar uma campanha para ajudar governos a desenhar programas de prevenção e reduzir a taxa em 10% até 2020. Hoje, apenas 28 países pelo mundo têm estratégias nacionais de prevenção. “Para cada suicídio cometido, muitos outros tentam a cada ano”, alerta a OMS.

O relatório foi publicando antes do dia mundial de prevenção ao suicídio, em 10 de setembro.

 

Veja a seguir os 10 países com os maiores números de suicídios em termos absoluto:

1. Índia
Ambos os sexos: 258.075
Mulheres: 99 977
Homens: 158 098

2. China
Ambos os sexos: 120.730
Mulheres: 67.542
Homens: 53.188

3. Estados Unidos
Ambos os sexos: 43.361
Mulheres: 9.306
Homens: 34.055

4. Rússia
Ambos os sexos: 31.997
Mulheres: 5.781
Homens: 26.216

5. Japão
Ambos os sexos: 29.442
Mulheres: 8.554
Homens: 20.888

6. República da Coreia
Ambos os sexos: 17.908
Mulheres: 5.755
Homens: 12.153

7. Paquistão
Ambos os sexos: 13.377
Mulheres: 7.085
Homens: 6.291

8. Brasil
Ambos os sexos: 11.821
Mulheres: 2.623
Homens: 9.198

9. Alemanha
Ambos os sexos: 10.745
Mulheres: 2.621
Homens: 8.124

10. Bangladesh
Ambos os sexos: 10.167
Mulheres: 5.773
Homens: 4.394

*Todos os dados podem ser conferidos com maiores detalhes no relatório da OMS sobre prevenção do suicídio.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários