Sociedade

Praias japonesas são liberadas após instalação de redes para conter tubarões

Redes submersas foram instaladas próximas à costa de nove praias nas cidades de Hokota, Hitachinaka, Kashima, Kamisu e Oarai.

Do Mundo-Nipo

Autoridades da província de Ibaraki, no leste do Japão, liberaram nove praias que haviam sido interditadas desde a última quarta-feira após aparições de tubarões próximos às margens de várias praias na região, informou a ANN News.

Redes submersas foram instaladas próximas à costa de nove praias localizadas nas cidades de Hokota, Hitachinaka, Kashima, Kamisu e Oarai. Segundo autoridades locais, as redes são próprias para impedir que os tubarões se aproximem das praias, garantindo assim a segurança de banhistas e surfistas.

Apesar disso, autoridades locais aumentaram o número de salva-vidas, principalmente profissionais com jet-ski, para monitorizar o litoral como precaução em vista de alertar os banhistas no caso de surgir tubarões nas proximidades.

Segundo a ANN, seis das praias interditadas foram liberadas na manhã de sábado (hora local), o que atraiu um grande número de banhistas no início de feriado prolongado de Obon (Finados). As outras três foram liberadas na parte da tarde.

Entre terça-feira (4) e quarta-feira (5), dois tubarões foram avistados nadando a apenas 20 metros de distância da margem de uma praia em Hokota, próximos a dezenas de surfistas. Um dos tubarões, inclusive, media cerca de 4 metros, conforme mostraram imagens em um vídeo publicado na última quinta-feira no canal da ODN (On Demand News) no YouTube.

Na sexta-feira (7), a Guarda Costeira informou que avistou 16 tubarões nadando próximos de algumas praias em Hokota e cidades vizinhas. No sábado, no entanto, nenhum tubarão foi avistado.

Assista ao vídeo da ANN News (em japonês)

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários