Sociedade

Policial é preso no Japão por molestar adolescente em trem

O policial pedófilo apalpou os seios e as nádegas de uma menina de 15 anos durante uma viagem de trem até a estação de Omiya.

Do Mundo-Nipo

Um inspetor da polícia de Oku, em Tóquio, foi preso na estação de Omiya depois de molestar uma menina de 15 anos em um trem, informou neste domingo (data local) a imprensa japonesa.

 

Estação de Omiya, saída Oeste (Foto: AFLO Images)

O policial pedófilo fugiu após chegar na Estação de Omiya, mas foi detido por um transeunte que o perseguiu dentro da estação por cerca de 300 metros (Foto: AFLO Images)

 

O policial, de 57 anos de idade, identificado como Tomio Sato, trabalha na divisão de tráfego da polícia de Oku. O indivíduo é acusado de apalpar os seios e nádegas da aluna do primeiro ano do ensino médio durante 10 minutos, em pé, por trás da menina, enquanto estavam em um trem.

De acordo com a Fuji TV, quando o trem chegou à estação de Omiya, na prefeitura de Saitama, a menina segurou o braço de Tomio Sato na tentativa de retê-lo enquanto gritava para alertar os guardas da estação, mas o policial pedófilo se desvencilhou e soltou na estação, onde correu em fuga. No entanto, um transeunte o perseguiu por cerca de 300 metros até conseguir alcançar e derrubar o criminoso no chão, conseguindo retê-lo até que os guardas da estação chegassem.

Durante o interrogatório, Sato foi citado como dizendo: “Eu fiz isso porque estava me sentindo estressado”.

Em um comunicado divulgado à imprensa, um oficial da polícia de Oku disse: “É lamentável que um de nossos funcionários tenha sido preso sob estas circunstâncias. Temos a intenção de lidar com o assunto de uma forma rigorosa e imparcial”.

 

Para saber mais sobre Sociedade, clique em mundo-nipo.com/sociedade. Siga também oMundo-Nipo no Twitter e Facebook

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*