Sociedade

Professora é acusada de não parar bullying que resultou em suicídio de estudante em Nagoya

A diretoria da escola vai distribuir um questionário anônimo para reunir mais informações.

Do Mundo-Nipo

Foto: AFLO

Foto: AFLO

O Conselho de Educação de Nagoya questionou uma professora de ensino médio na cidade depois de um estudantes alegarem que a mesma não ajudou uma criança que sofria bullying e mais tarde cometeu suicídio.

De acordo com a polícia, o menino de 13 anos de idade cometeu suicídio pulando do telhado de seu apartamento no dia 10 de julho. Segundo informações da TBS, ele teria deixado uma nota dizendo que várias pessoas haviam lhe pedido para se matar.

Depois de sua morte, vários colegas de classe do menino disseram que a professora estava ciente de que o menino esta sofrendo bullying e se recusou a ajudar. Os alunos disseram que a professora estava na sala quando um grupo de rapazes incitou a vítima a se matar.

A professora disse ao comitê do Conselho de Educação que não sabia que o menino esta sendo incentivado a cometer suicídio e não tinha ignorado sua situação, conforme informações do The Japan Today.

A diretoria da escola vai distribuir um questionário anônimo para reunir mais informações.

 

Para saber mais sobre Sociedade, clique em mundo-nipo.com/sociedade. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*