Sociedade

População de Kesennuma vota a favor de destruir navio símbolo do tsunami no Japão

O navio, que se tornou símbolo da devastação do tsunami de 2011, será desmantelado nas próximas semanas.

Do Mundo-Nipo

Um enorme navio pesqueiro, que se tornou símbolo da devastação causada pelo tsunami de 2011, será destruído após decisão da maioria dos moradores de Kesennuma, uma cidade litorânea de 70 mil habitantes, e uma das mais atingidas pelo terremoto, seguido de tsunami, que arrasou parte do nordeste japonês em março de 2011.

 

Navio pesqueiro de Kesennuma (Foto: Kyodo)

O navio destruiu inúmeras residências enquanto foi arrastado por quase 800 metros pelo tsunami (Foto: Kyodo)

 

A muito que a população de Kesennuma esteve dividida entre os que queriam mantê-lo como um monumento de sobrevivência e os que preferiam destruir a dolorosa lembrança. O dilema, então, foi resolvido na semana passada, após votação de toda a cidade, na qual 68% dos votos foram a favor de desmantelar o navio.

No dia 11 de março de 2011, o navio, de nome “Kyotokumaru”, se encontrava no porto de Kesennuma antes de ser arrastado pelo gigantesco tsunami para dentro de um conjunto habitacional.  O pesqueiro, de 300 toneladas, então destruiu inúmeras edificações enquanto arrastado por quase 800 metros, para encalhar em terra após o cessar das gigantescas ondas.

Desde então, o pesqueiro, de 60 metros de altura, tornou-se um marco para Kesennuma, uma espécie de testemunho do poder destrutivo do tsunami, desencadeado pelo terrível terremoto de magnitude próxima a 9,0 no dia 11 de março de 2011, que matou cerca de 19.000 pessoas.

A mais de dois anos, o navio, que outrora foi um imponente pesqueiro de atum, vinha sendo motivo de dilema até ser submetido à votação por parte dos moradores da cidade. Dos 14.083 votos, 68%, ou seja, 9.622 pessoas votaram a favor de destruir o navio, e apenas 16% estavam a favor de mantê-lo.

 

Navio marco de Kesennuma (Foto: JD Consul Seesaa/ Distribuição)

O desmantelamento do símbolo da devastação em Kesennuma começa nas próximas semanas (Foto: JD Consul Seesaa/ Distribuição)

 

Por enquanto, o “Kyotokumaru”, com sua pintura azul e vermelha desgastadas pela ferrugem, ainda paira em meio ao bairro desértico. Escorado com vigas de ferro, a embarcação é cercada por flores deixadas por visitantes para lembrar as pessoas que perderam suas vidas no local, enquanto outros apenas tiram fotos.

Grande parte da reconstrução da região devastada pelo terremoto e tsunami permanece intocada. Temores crescem sobre as pessoas, especialmente os jovens. Algumas áreas permanecerão inabitadas ao longo de décadas por causa da radiação emanada da usina nuclear Fukushima Daiichi, que depois de atingida pelo tsunami, desencadeou a pior crise nuclear desde Chernobyl.

A empresa de pesca de Fukushima, que detém o “Kyotokumaru”, assinou contrato com uma organização sem fins lucrativos que recicla navios.

A empresa disse que o desmantelamento do símbolo da devastação em Kesennuma começa nas próximas semanas.

As informações são da Agence France Presse (AFP) e do jornal The Japan Times.

 

Para saber mais sobre Sociedade, clique em mundo-nipo.com/sociedade. Siga também oMundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários