Sociedade

Japão inclui duas substâncias em lista de drogas controladas

Duas substâncias que até então eram consideradas como “drogas legais” estão agora proibidas.

Do Mundo-Nipo

O Ministério da Saúde do Japão acrescentou −−ás pressas−− nesta terça-feira (15) duas substâncias, que até então eram consideradas como “drogas legais”, à lista de químicas incluídas na legislação que cobre produtos farmacêuticos, ou seja, a manipulação das mesmas está agora restrita e ambas listadas como “drogas controladas”, informou a emissora pública NHK.

 

Drogas Dappo (Foto: Kyodo)

Produtos feitos a partir dessas substâncias são comumente comercializados no Japão como “relaxante” ou “antidistônico” (Foto: Kyodo)

 

Os efeitos das substâncias em questão são comparados aos da erva cannabis sativa (maconha), produzidas a partir de componentes extraídos de ervas pertencentes à categoria de drogas que escapam ao controle da lei, conforme noticiou a NHK.


saiba mais


Japão declara guerra contra “drogas legais”


Motorista drogado avança sinal, bate em veículos e colide em guard-rail em Tóquio


Manifestantes pedem ação do governo japonês contra drogas não proibidas por lei


Quantidade de drogas apreendidas no Japão mais que duplica em 2013


O Japão tem apertando o cerco contra as chamadas “drogas legais”, conhecidas no país por “Dappo”. De acordo com a Agência Kyodo, a ação acontece após o primeiro-ministro Shinzo Abe ter “declarado guerra” ao seu uso e distribuição, comprometendo-se a adotar um processo mais rápido para que os reguladores do país possam identificar e proibir os produtos contendo sustâncias ilegais e que causam os mesmo efeitos de entorpecentes.

A medida de Abe em combater essas drogas foi impulsionada depois de acontecer vários incidentes e até mesmo mortes relacionadas ao seu consumo, gerando manifestação pública, incluindo fortes protestos em Tóquio.

Na última quinta-feira, a Polícia Metropolitana de Tóquio inspecionou 68 estabelecimentos por vender produtos fabricados com químicas que criam efeitos semelhantes a drogas como LSD (ácido alucinógeno), cannabis (maconha), entre outros, conforme noticiou o jornal ‘The Japan Times’.

O jornal japonês explicou que esses produtos são comumente comercializados como “relaxante” ou “antidistônico”, indicados como medicamento para baixar o nível de estresse e ansiedade (calmantes, tranquilizantes, antidepressivos), entretanto, seus efeitos são alucinógenos, diferindo dos verdadeiros antidistônicos, o que os classificam como drogas ilegais, ou seja, “Dappo”.

As inspeções em estabelecimentos ocorrem sob as novas regras adotadas pelo governo japonês que foram oficializadas no dia 1º de julho. Este regulamento introduziu pela primeira vez multas para os estabelecimentos que distribuem produtos contendo “substâncias tecnicamente legais”, incluindo o fechamento das lojas.

As autoridades japonesas têm uma política de “tolerância zero” em casos que envolvam a posse, venda ou uso de drogas, com penas pesadas, mas a lei do país permitia a distribuição dos chamados “Dappo”.

(Com informações da mídia japonesa)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários

Deixe de comentário

*