Sociedade

Província japonesa registra número recorde de roubo de carros em 2014

As marcas Prius, Land Cruiser e Lexus LS foram as mais visadas pelos ladrões.

Do Mundo-Nipo com Agências

O número de roubos de carros em 2014 atingiu um nível recorde na província de Aichi, no centro do Japão. De acordo com um boletim em “português”, divulgado na sexta-feira (17) pela polícia local, cerca de 2.700 automóveis foram roubados no ano passado.

Trata-se do maior número de ocorrência para roubo de carros já registrado em apenas um ano, e o mais elevado entre todas as províncias japonesas. Segundo o texto do boletim, as marcas Prius, Land Cruiser e Lexus LS foram as mais visadas pelos ladrões.

Preocupadas com o aumento que classificam como “alarmante”, autoridades policiais informaram que estão atuando contra este tipo de crime, organizando equipes de investigação que contam com especialistas em diversas áreas.

A polícia também pede à população que informe qualquer problema neste sentido, através do número 052-953-9110 ou #9110 – de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Comparação
Para nível de comparação, o número de ocorrências de roubos de carros registrados em apenas um mês no Rio de Janeiro, em 2014, foi cerca de 20% maior que o total registrado ao longo dos 12 meses do ano passado em Aichi. De acordo com a Secretaria de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, houve 3.226 ocorrências de roubos de veículos no Estado em janeiro de 2014.

O número exorbitante, no entanto, atingiu seu recorde e obrigou o então governador Sergio Cabral a fazer uma reunião de emergência no Palácio Guanabara para tratar da questão. Dali saiu a decisão de colocar em prática o plano do novo delegado da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), Marcus Vinícius Braga, que, entre outras medidas, reeditou antigas rondas noturnas durante três dias por semana.

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Comentários